Publicidade

cotidiano

Temperatura despenca na tarde de hoje em Campinas; onda de frio segue até domingo

Frio deve ser sentido assim que a nebulosidade diminuir

| ACidadeON Campinas -

Temperaturas devem despencar com o fim da chuva (Foto: Denny Cesare/Código19)

A passagem de uma massa de ar de origem polar que passa pelo Brasil chega hoje (28) na região de Campinas e causa queda brusca nas temperaturas a partir do fim da tarde. A mudança no tempo já foi sentida desde a madrugada, com a chegada da tão esperada chuva, que veio após um período de estiagem de 35 dias em Campinas

Hoje, a Defesa Civil de Campinas emitiu um alerta sobre a forte queda nas temperaturas. A previsão é de frio intenso e formação de geada na cidade nas próximas horas, o que requer cuidados (veja abaixo). 

De acordo com o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, a sensação térmica pode ficar em torno de zero grau até sexta-feira. Segundo os meteorologistas do centro, o frio intenso começa a ser sentido assim que a nebulosidade começar a diminuir- ainda hoje. 

"As temperaturas já estão caindo, mas de forma mais lenta. A máxima, que persistiu na madrugada de hoje, ficou em torno de 16,5°C. A partir do final da tarde, e especialmente ao longo da madrugada, o declínio será mais acentuado, especialmente se tivermos poucas nuvens", explicou o meteorologista do Cepagri, Bruno Bainy. 

QUE HORAS PEGAR O CASACO? 

Apesar do vento já estar mais frio, Bainy explica que a nebulosidade causada pelas nuvens de chuva ainda está fazendo com que a massa de ar ainda não entre totalmente na região. No entanto, a chuva de hoje não deve persistir por muito tempo, e com a abertura do tempo, haverá o declínio das temperaturas na tarde de hoje. 

"Até o final da tarde a temperatura deve ficar oscilando em torno dos 14°C. Isso porque temos condição de céu encoberto que deve persistir até o final da tarde e impede os efeitos de mudança na temperatura pela entrada ou saída de radiação. A massa de ar de origem polar, apesar de já estar entrando na região, ainda não está sendo suficiente para provocar essa queda mais acentuada nas temperaturas", explicou. 

Durante a virada da noite de hoje a previsão é que as temperaturas despenquem, e a quinta-feira (29), amanheça com temperaturas em torno de 4ºC, podendo ficar entre 2ºC e 4ºC em alguns pontos mais elevados da cidade. 

"A partir do final da tarde e início da noite esperamos que a nebulosidade vá diminuindo, e o ar frio vai entrar com mais intensidade. A pouca nebulosidade permite que a radiação escape para o espaço, e isso proporciona declínio mais acentuado nas temperaturas. Estamos ainda na margem da frente fria, mas a partir da noite ela entra com mais força", afirmou. 

Os indicativos para a sexta-feira apontam para um amanhecer gélido, com temperaturas também em torno de 4ºC, e ventos de intensidade moderada a forte, que podem reduzir a sensação térmica a aproximadamente 0ºC. Há potencial para geada na região tanto na quinta como na sexta-feira, em especial nas áreas de baixada e áreas mais abrigadas do vento. 

CHUVA E TEMPO SECO 

Apesar da grande expectativa pela chuva, que era esperada depois de períodos extremamente seco em toda a região, ela não deve passar de hoje. 

"Para região de Campinas a previsão de chuva é só para hoje. Elas devem ocorrer principalmente até o início da tarde e a partir daí as temperaturas vão entrando em declínio", ressaltou o meteorologista do Centro, Bruno Bainy. 

Segundo Bainy, a massa de ar ao contrário do esperado, não traz melhora na umidade. 

"Essa massa de ar polar não só tem uma temperatura muito baixa, como também tem teor de umidade muito baixa, e quando se estabelecem tendem a deixar a região com tempo muito seco, então a partir de amanhã e sexta-feira volta o ar bem seco, abaixo dos 20% de umidade", alertou. 

CUIDADOS 

Com a previsão de frio, com potencial para ser uma das mais intensas deste século, a Defesa Civil de Campinas alertou sobre os cuidados necessários. 

"É importante dar atenção especial às pessoas mais vulneráveis, como idosos, crianças e aquelas em situação de rua", reforçou o diretor da Defesa Civil de Campinas, Sidnei Furtado.

Em caso de vento forte e gelado, a orientação é procurar abrigo. Também é sugerido, em momentos de frio intenso, fazer pequenos movimentos com os dedos, braços e pernas.

Além disso, recomenda-se beber água para evitar a desidratação, manter a pele hidratada, principalmente mãos, pés, rosto e lábios, e usar várias camadas de roupas.

Outras orientações são proteger as extremidades do corpo usando luvas, gorros, meias e cachecóis; fazer refeições mais frequentes; tomar sopas e chás quentes. Também evitar fogueiras, que poluem o ar e podem causar acidentes.

Entre as medidas definidas pela Secretaria de Assistência Social, Pessoa com Deficiência e Direitos Humanos de Campinas para acolher pessoas em situação de rua durante a frente fria estão a ampliação da abordagem social dessas pessoas; extensão do atendimento telefônico do SOS Rua (19 99984-6496) das 18h à meia-noite; abrigamento emergencial e entrega de cobertores na Casa da Cidadania e no Refeitório da Cidadania. Também haverá ampliação do atendimento espontâneo no albergue municipal até meia-noite (antes era até 20h).

Mais notícias


Publicidade