Publicidade

cotidiano

Após filas, procura por posto de combustível começa a se normalizar

Com medo de desabastecimento, motoristas foram aos postos de combustíveis por conta de manifestações de caminhoneiros

| ACidadeON Campinas -

Posto em Valinhos sem fila no começo da noite desta quinta-feira (Foto: Alexandre de Jesus/EPTV Campinas) 

Após um dia de corrida a postos de combustível, a fila de veículos nas cidades da RMC (Região Metropolina de Campinas) começou a se normalizar na noite desta quinta-feira (9). Os motoristas foram aos postos por conta das manifestações de caminhoneiros à favor do governo Jair Bolsonaro e contra o STF (Supremo Tribunal Federal).

O medo do motoristas era de que o protesto gerasse uma nova greve geral dos caminhoneiros, como ocorreu em 2018 e causou um racionamento de combustível.

Durante o dia, filas foram vistas em postos no Jardim do Lago, próximo a rodovia Anhanguera, na região da Chácara Primavera e do Taquaral, em Campinas.

Em Valinhos, filas em postos de combustíveis chegaram a virar o quarteirão Avenida dos Esportes. Um dos postos na avenida relatou desabastecimento pela alta demanda em uma das bombas de gasolina comum.

Por conta disso, alguns locais tiveram falta devido a demanda espontânea maior. "Estava com medo de faltar combustível de novo. Preocupante, né? Vim para garantir", afirmou uma motorista.

Já outro motorista afirmou que estava no posto de gasolina pois pega estrada todo dia. "Não sou de Campinas, então resolvi abastecer. Mas vi gente colocando galão no carro com gasolina dentro. É impressionante, o brasileiro não tem noção, ele extrapola", disse.

Apesar da procura maior, a tabela de preços dos postos de combustíveis não sofreu alteração. "A gente precisa. Infelizmente, pagando o preço que está e ficando na fila. Não tem jeito", disse uma motorista.

À NOITE


Na Avenida João Jorge, em Campinas, um posto de combustíveis estava sem filas na noite de hoje. Em outro posto de combustível da avenida, havia uma fila de dez carros para abastecer em quatro bombas.

SEM PÂNICO

Sobre o caso, o Recap (Sindicato dos Postos de Combustíveis de Campinas e Região) informou no final da tarde que houve a normalização do carregamento de caminhões de combustíveis nas bases ainda na manhã de hoje.

O Recap orientou ainda para que não haja pânico neste momento. "Uma corrida aos postos pode acarretar em faltas pontuais, diante do aumento repentino da demanda", encerrou.

"Quem não tem necessidade de abastecer não precisa correr nos postos. Quem está com meio tanque no carro não precisa. E amanhã vai ter produto. Hoje os caminhões já estão chegando nos postos", disse o presidente da Recap, Flávio Campos.

Mais notícias


Publicidade