Publicidade

cotidiano

Viaduto Cury passará por reformas; veja mudanças no trânsito

A intenção é substituir 664 metros de defensas em diversos pontos no entorno da estrutura

| ACidadeON Campinas -

Local já registrou diversos acidentes nos últimos anos. (Foto: Denny Cesare/Codigo 19/Arquivo)

 
A Prefeitura de Campinas vai iniciar uma reforma no Viaduto Miguel Vicente Cury, na região central, a partir da próxima semana. A intenção é substituir 664 metros de defensas em diversos pontos no entorno da estrutura. A reforma terá o investimento de R$ 1 milhão e tem previsão de início na próxima quinta-feira, dia 23. Por causa da ação, haverá interdições no trânsito durante a execução (leia mais abaixo).

O objetivo da obra é ampliar a segurança viária e prevenir acidentes e quedas de veículos do local que já registrou alguns acidentes. Um dos últimos ocorreu em janeiro desse ano. Um carro despencou de cima do viaduto na madrugada do dia 18. O acidente não deixou vítimas. Em 2013 um ônibus biarticulado caiu do viaduto e deixou um homem morto e 22 pessoas feridas.

As defensas são barreiras de segurança viária usadas para separação de fluxos ou para impedir que veículos caiam em barrancos ou de pontes e viadutos. São estruturas com alta resistência a impactos.

Na obra, as partes do viaduto que mais necessitam receberão as novas defensas em concreto armado do tipo New-Jersey em troca das barreiras metálicas existentes atualmente.

O TRÂNSITO

A obra vai provocar interdições parciais do tráfego de veículos em trechos do viaduto. Os bloqueios serão feitos pela secretaria de Transportes (Setransp) e pela Emdec (Empresa Municipal de Desenvolvimento de Campinas). As alterações no trânsito local se estenderão por todo o período das obras, sempre de segunda a sexta-feira, das 9h às 16h.  

Na etapa inicial, será interditada a faixa direita do viaduto, no sentido bairro-centro, desde o acesso pela Avenida João Jorge (sobre a linha férrea) até o início da Avenida Moraes Salles. 

Segundo a Emdec, a circulação de veículos e ônibus do transporte público coletivo ocorrerá normalmente nas faixas de rolamento não impactadas pela interdição. Ainda segundo a Prefeitura, gradativamente, as interdições migrarão para outros pontos no entorno do Viaduto Cury, sempre de forma parcial, visando garantir a fluidez viária.  

Agentes de trânsito vão sinalizar o local e orientar usuários do transporte público coletivo.

INVESTIMENTO

Segundo a Administração, os trabalhos da obra serão comandados pela secretaria de Infraestrutura e executados por uma construtora com recursos de um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) entre a Prefeitura e a empresa MRV Engenharia e Participações. A previsão é que a reforma seja entregue em três meses.

CONTATO

Para informações de trânsito e sugestões, acesse os canais do Fale Conosco Emdec, pelo telefone 118, site (portal.emdec.com.br/faleconosco); ou baixe o aplicativo "Emdec", disponível para download no Google Play (sistema operacional Android) e App Store (sistemas operacionais iOS). Para chamadas realizadas a partir de outra cidade ou DDD, o telefone é (19) 3731-2910.

Mais notícias


Publicidade