Publicidade

cotidiano

Câmara vota PL que obriga CPFL e outras empresas a retirar fios inutilizados dos postes

Cabos soltos e caídos de postes, que já causaram acidentes em Campinas, são alvos do PL que será votado em definitivo

| ACidadeON Campinas -

Trabalhos da Câmara de Campinas durante reunião ordinária (Foto: Diretoria de Comunicação Institucional da CMC) 

Um projeto de lei de autoria dos vereadores de Campinas Zé Carlos (PSB) e Luiz Rossini (PV) quer obrigar a empresa concessionária ou permissionária de energia da cidade a realizar o alinhamento e a retirada dos fios inutilizados dos postes.

O PL será debatido e votado em definitivo na noite desta segunda-feira (20) durante a sessão ordinária marcada para às 18h. A reunião pode ser acompanhada em Plenário, com limite de 35% da capacidade, e será transmitida ao vivo.

ACIDENTES

A proposta, que tramita desde 2016, volta a ser destaque na Câmara após um acidente de moto que deixou um casal ferido no Jardim Campos Elíseos, no último dia 16. Eles se enroscaram nos fios pendurados em um poste e caíram no asfalto.

"Esse acidente mais recente ilustra claramente um problema que se perpetua na cidade. São inúmeras as reclamações dos cidadãos em relação ao descaso das empresas, que tanto deixam fios pendurados nos postes", diz o vereador Zé Carlos.

Além de acidentes, o problema é também motivo de reclamação em vias da região central e de outros bairros, onde emaranhados de cabos complicam o trajeto de pedestres e podem até afetar o trânsito, já que os fios ficam sobre ruas e avenidas.

TELEFONIA E INTERNET

Ainda conforme o PL, a CPFL, atual responsável pelo serviço no município, também teria que notificar as demais empresas que utilizam os postes para que retirem das estruturas os fios, cabos e demais itens e equipamentos inutilizados.

O texto também obriga a concessionária a substituir postes tortos e caídos, exige que todos o cabos e fiações tenham a identificação das empresas e estabelece que as empresas terão no máximo 30 dias após as notificações para tomar providências.

MULTAS

A empresa de energia elétrica será multada em 100 Ufics (R$ 378,86) para cada notificação não-realizada e as empresas que usam os postes serão multadas em 150 Ufics (R$ 568,29) para cada caso notificado que não for resolvido.

COMO ASSISTIR

A TV Câmara Campinas transmite a reunião ao vivo, em sinal digital aberto 11.3, pelo canal 4 da NET e 9 da Vivo Fibra além de retransmissão em tempo real pelo streaming do site oficial e redes sociais do Legislativo e da TV, e ainda via YouTube.

Mais notícias


Publicidade