Publicidade

cotidiano

Comerciantes de Barão Geraldo denunciam onda de furtos na região

Nos últimos quatro meses, ao menos seis comércios do distrito de Campinas foram arrombados; base da GM foi desativada

| ACidadeON Campinas -

Um dos furtos em uma cervejaria de Barão Geraldo (Foto: Reprodução)
 

Comerciantes do distrito de Barão Geraldo, em Campinas, denunciam uma onda de furtos que tem ocorrido na região nos últimos meses. De acordo com eles, há muita insegurança em continuar trabalhando no distrito, conhecido por ter restaurantes e bares tradicionais.

Com mais de três décadas de funcionamento em Barão Geraldo, um bar tradicional foi furtado por um criminoso mesmo com grades em todas as portas e janelas. Na rua, o homem foi flagrado antes da invasão.

Em uma outra cervejaria, a ação durou pouco mais de cinco minutos. O ladrão também foi gravado enquanto procurava o que roubar no estabelecimento. Ele saiu pelo muro, com uma mochila cheia de produtos.

Já no Bar do Ademar, que existe há mais de 40 anos, os bandidos fizeram um assalto. Dois homens armados entraram no estabelecimento no dia 13 do mês passado (veja vídeo abaixo).

"Ficou todo mundo muito tenso com tudo isso. Vai demorar para a gente esquecer. Tanto é que mudamos toda a nossa rotina, melhoramos a segurança e não tiramos mais o lixo à noite. Sempre temos cuidado na hora de sair e chamamos o segurança. Tudo isso para tentar melhorar essa sensação", disse o dono de bar Ademar Hernandez Pereira.

"A violência, pequenos assaltos, são algumas coisas que estão fazendo parte do cotidiano. A gente não via uma escalada de violência... está sendo bem estranho", afirmou o sócio André Hernandez Pereira.

Em uma banca de cachorro-quente do distrito, o proprietário colocou travas internas de reforço na segurança. Isso porque ladrões entraram durante o feriado de 7 de setembro. Eles subiram no poste e levaram até o holofote.

"Eles estouraram a porta e a janela. Invadiram e levaram notebook que ainda não funcionava e um outro que funcionava. Estouraram o caixa, levaram moedas e este foi um deles. Sem contar outros vários que teve. Já levaram lâmpada. Não pode deixar nada para fora", disse Gustavo Bosso.

Por conta do episódio, as portas agora têm grades de ferro. Segundo os comerciantes, os casos têm sido mais comuns. Nos últimos 4 meses, pelo menos seis estabelecimentos foram arrombados.  


BASE DESATIVADA

Inclusive, uma lanchonete que fica ao lado da base da GM (Guarda Municipal) de Campinas, desativada neste ano, também foi furtada.

"Você abre (o comércio), trabalha que nem um 'danado', né... toda essa situação que vivemos. E fica torcendo para que no dia seguinte não tenha um incidente. Precisamos que a segurança seja reforçada", disse o dono de bar Edenilson Constante Grilo. 

NESTA TERÇA-FEIRA

Nesta terça-feira (21), inclusive, um bar e restaurante foi furtado na Avenida Santa Isabel. Segundo o proprietário, o bandido arrombou as portas e levou dois aparelhos de TV e uma garrafa de whisky. A ocorrência foi registrada na Polícia Civil.

POLÍCIA E GM

Sobre a situação, a 3ª Companhia do 8ª Batalhão da Polícia Militar do interior, responsável pelo patrulhamento da área, informou que houve 434 operações em Barão Geraldo neste ano, com o objetivo de coibir delitos.

No total, foram 32.756 pessoas abordadas e 255 prisões em flagrante por crime contra o patrimônio e outros.

Já a GM disse que as bases foram transferidas para outras regiões, em imóveis com mais espaço e melhores condições de trabalho para os guardas. A Guarda garantiu que isso não alterou a rotina de patrulhamento em Barão Geraldo e que que a ronda no local foi reforçada. (Com informações da EPTV Campinas)

Mais notícias


Publicidade