Publicidade

cotidiano

Pela 4ª vez em setembro, Campinas bate recorde de calor no ano

Cidade atingiu 37,9°C no começo da tarde desta terça-feira; previsão indica chegada de fria, que ameniza o calor a partir da tarde

| ACidadeON Campinas -

Cidade tem registrado recordes consecutivos de dia mais quente do ano (Foto: Denny Cesare/Código19)
*Matéria atualizada às 17h30

Campinas atingiu 37,9ºC no começo da tarde desta terça-feira (21) e bateu, mais uma vez, um novo recorde com a maior temperatura registrada no ano. O recorde vem em cima de outro recorde batido ontem (20) (leia mais abaixo) e no mesmo dia em que a cidade entrou em estado de emergência por conta da umidade do ar baixa.

A medição foi feita pelo Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, que registrou a temperatura às 13h40. Segundo o Centro, a máxima pode aumentar ainda mais. 

O "calorão" é registrado em meio a uma intensa onda de calor que passa pela região, e chegou a ser alertada pela Defesa Civil na semana passada. Segundo órgão, a onda de calor deve durar até essa terça-feira, com a sensação térmica beirando os 40°C. A partir de amanhã, no entanto, a chegada de uma frente fria deixa o tempo mais ameno na região.

RECORDE EM CIMA DE RECORDE 

Essa é a quarta vez só em setembro que a cidade quebra novo recorde de calor. Ontem (20), a máxima chegou 37,6°C, até então temperatura mais alta em 2021. 

No dia 13, os termômetros marcaram 36,1°C. Antes disso, no dia 8, a máxima chegou a 34,6°C.  

SÉRIE HISTÓRICA 

Além disso, ainda conforme o Cepagri, a marca de 37,9ºC também representou um recorde de temperatura máxima para o mês de setembro desde 1989, quando o centro começou a fazer as medições. Neste período, a temperatura mais alta para o mês foi percebida em 1997, quando a cidade alcançou 37ºC. 

E COMO FICA AGORA? 

Segundo o Cepagri, já nesta terça-feira a nebulosidade vai aumentando no Estado, com chuvas em algumas regiões e temperaturas voltando a ficar mais amenas. 

"Amanhã e quinta-feira o calor já dá uma amenizada. Amanhã em função de uma cobertura de nuvens as temperaturas ficam mais restritas, e a amplitude térmica fica menor. Esse vento mais intenso vai transportar um ar mais frio, e vamos ter uma queda nas mínimas", explicou Bruno Bainy, meteorologista do Centro. 

"Hoje as mínimas estavam na casa dos 22ºC, amanhã já devem ir para 15ºC, e na quinta deve amanhecer ainda mais baixa, em torno dos 12ºC", disse, Já em relação as máximas, o meteorologista afirmou que na quarta a temperatura não sobe muito, ficando em torno de 24 ºC.  

Já na quinta-feira a previsão é de um tempo mais aberto, que permite novamente que as máximas subam mais. 

VENTOS FORTES E CHANCES DE CHUVA 

Ainda segundo o Cepagri, ao longo da tarde de hoje, os ventos ganham intensidade forte, com velocidades médias sustentadas em torno dos 35 km/h, que já são suficientes para agitar árvores maiores. Rajadas ocasionais são esperadas, e podem superar os 80 km/h e causar alguns danos, sobretudo em árvores e edificações mais fragilizadas. 

A previsão é que essa condição de vento persiste até a manhã de quinta-feira, com ventos perdendo intensidade ao longo da tarde de quinta. Apesar da baixa probabilidade, entre a tarde e a noite de hoje há possibilidade de pancadas isoladas de chuva, sem indicativos de temporais.

Publicidade