Publicidade

cotidiano

Centro de Campinas tem movimento intenso na véspera do Dia das Crianças

A expectativa dos comerciantes é que a data ajude a aumentar as vendas, já que o Dia das Crianças perde apenas para o Natal e o Dia das Mães

| ACidadeON Campinas -

Movimentação na véspera de feriado na 13 de maio (Foto: Luciano Claudino/Código19)
 

O comércio da região central de Campinas registrou um movimento intenso de consumidores nesta segunda-feira (11), véspera de feriado de Nossa Senhora de Aparecida e Dia das Crianças. A reportagem do ACidade ON percorreu as principais vias do comércio central como Rua 13 de Maio e Avenida Francisco Glicério e flagrou lojas, principalmente de brinquedos, com movimento intenso.

Na 13 de Maio, principal via do comércio, muitas pessoas foram vistas procurando presentes para os pequenos. Muitas colocaram nas vitrines brinquedos e roupas infantis para atrair consumidores e vender mais.

A expectativa dos comerciantes é que a data ajude a aumentar as vendas, já que o Dia das Crianças perde apenas para o Natal e o Dia das Mães no volume de vendas e após o longo período de restrições devido a pandemia. Na RMC (Região Metropolitana de Campinas), a expectativa é de faturamento de R$ 435,7 milhões nas vendas relacionadas ao Dia das Crianças.

A avaliação foi projetada pela Acic (Associação Comercial e Industrial de Campinas). Entre os presentes mais procurados estão bicicletas, eletroeletrônicos, bonecas, jogos educativos, celulares, skates e peças de vestuário. 

Leia também: Dia das Crianças: Procon identifica diferença de até 228% em preços de presentes

SEM RESTRIÇÕES


Vale lembrar que no último ano, durante o mês de outubro Campinas estava na chamada "fase verde" do Plano São Paulo de flexibilização por causa da pandemia. Apesar de mais flexível, os estabelecimentos tinham restrições e podiam funcionar com até 60% da capacidade total de clientes.

Agora, com a melhora nos índices de covid-19 devido ao avanço da vacinação, não há mais limitações de público. No entanto, os estabelecimentos devem manter distanciamento de pelo menos 1 metro entre os clientes, regra que nem em todos os locais é seguida. 

Vendas registraram alta em relação ano passado (Foto: Luciano Claudino/Código19)
EXPECTATIVA DE VENDA

Em uma loja de brinquedos da 13 de Maio, o movimento foi intenso em comparação ao ano passado. "Teve bastante gente, mais do que no ano passado. Em relação às vendas, o crescimento foi um pouquinho maior. O pessoal estava procurando bola e boneca, os mais clássicos e baratos. Algumas famílias vieram juntas, mas não é como antes, que tinha aquele aspecto de passeio familiar", disse a vendedor Jeder Dias de Oliveira.

Em uma loja de departamentos no Centro, com peças de roupas infantis, o movimento também foi maior do que o esperado. "O movimento foi muito bom e bem maior do que no ano passado. A gente se preparou este ano para poder recuperar o prejuízo. É o que todo mundo tá tentando fazer".

Ela afirmou ainda que a 13 de Maio ficou lotada hoje. "Isso foi muito bom pra gente. E vimos, também, que as pessoas estão buscando comprar produtos mais baratos, mas estão vindo", disse a assistente de compras Leila Cristina Gardin.

Mais notícias


Publicidade