Publicidade

cotidiano

MPT de Campinas tem queda de denúncias sobre protocolos covid

Segundo procuradora, a redução nas denúncias pode ser vista como resultado da vacinação

| ACidadeON Campinas -

Vacinação tem feito número de denúncias cair (Foto: Denny Cesare/ Código 19)

O MPT (Ministério Público do Trabalho) da 15ª Região de Campinas registrou queda no número de denúncias recebidas por trabalhadores sobre os protocolos de prevenção contra a covid-19. 

Em comparação entre os anos, de março a dezembro de 2020, foram 1.439 denúncias contra empresas que não estavam seguindo as regras sanitárias na região de Campinas. Já neste ano, até o mês de novembro foram 757 casos denunciados, representando uma redução de 47,39%. 

Até agora, em novembro o órgão já registrou 12 reclamações de trabalhadores sobre protocolos de prevenção em empresas. Já em novembro de 2020 foram recebidas 60 denúncias (veja balanço mês a mês abaixo).

O MPT-15 tem sede em Campinas e abrange 599 municípios paulistas. Segundo o órgão, entre as reclamações mais frequentes estão o não cumprimento de medidas de biossegurança, não fornecimento de máscara, locais de trabalho sem uso adequado de máscara, além de denúncias sobre empresas que não afastam funcionários com suspeita de infecção por covid-19. 

A partir de setembro, o órgão também registrou queixas de colaboradores de empresas contrários a obrigatoriedade da vacina. 

VEJA NÚMEROS DE DENÚNCIAS RECEBIDAS MÊS A MÊS: 

2020 

Março 175
Abril 224
Maio 173
Junho 239
Julho 240
Agosto 114
Setembro 92
Outubro 68
Novembro 60
Dezembro 54 

2021 

Janeiro 110
Fevereiro 94
Março 192
Abril 79
Maio 90
Junho 61
Julho 35
Agosto 36
Setembro 31
Outubro 17
Novembro 12 

MELHORA DA PANDEMIA

Segundo a procuradora do MPT-15, Luana Lima Duarte, a redução nas denúncias pode ser vista como resultado da vacinação contra o coronavírus, principalmente neste semestre.  

"O diferencial é a vacinação que tem sustentado essa melhoria progressiva. Além disso, a incorporação dentro das rotinas dos cumprimentos das normas feitas pelas autoridades competentes", afirmou. 

"Todas as medidas devem ser mantidas. É uma associações de fatores e eles que diminuem o risco de contágio", completou. 

*Com informações de EPTV*


Mais notícias


Publicidade