Publicidade

cotidiano

Considerado 'mês chuvoso', novembro tem chuvas abaixo da média

Segundo especialista, novembro normalmente é um dos meses com maior índice de chuvas no ano, ficando atrás apenas de dezembro e fevereiro

| ACidadeON Campinas -

 

Novembro terminou com chuvas abaixo da média. (Foto: Luciano Claudino/Código19)


Apesar de ser conhecido como um dos meses mais chuvosos do ano, novembro terminou com chuva abaixo do esperado em Campinas, acentuando a estiagem severa na região.

Segundo o Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas e Climáticas Aplicadas à Agricultura) da Unicamp, a média de chuva para o mês de novembro é estimada em 167,2 milímetros. Nos últimos 30 dias encerrados ontem, no entanto, choveu apenas 83,8 milímetros, com chuvas registradas apenas em cinco dias do mês.

"Houve o evento de muita chuva entre os dias 18 e 19, e depois um volume razoável no dia 26. Além disso, só chuva pouco volumosa", explicou Bruno Bainy, meteorologista do Centro. Segundo ele, a média histórica é de chuva em pelo menos 10 dias do mês, o que não aconteceu.

EXPECTATIVA DE CHUVA

Segundo Bainy, novembro normalmente é um dos meses com maior índice de chuvas no ano, ficando atrás apenas de dezembro e fevereiro. A queda no índice preocupa, ainda mais em ano em que diversas cidades da região enfrentaram uma crise hídrica.

"Sendo um mês da estação chuvosa, é sem dúvida preocupante que tenhamos tido esse déficit tão expressivo, ainda mais em um ano que foi marcado por estiagem severa", afirmou.

Segundo dados do Cepagri, em 2021 só houve chuva na média ou acima do esperado em Campinas nos meses de fevereiro e outubro.

ANO MAIS SECO EM 32 ANOS

Com base nas observações meteorológicas do Cepagri, o período seco de 2021, que vai de maio a setembro, houve o menor total de chuvas da série histórica, que iniciou em 1989.

Entre maio e setembro deste ano foram 99 milímetros de chuva acumulados, enquanto a média é de 230 milímetros. Em 2014, ano da pior crise hídrica já registrada no Estado, o índice de chuva em Campinas ficou em 140,9 milímetros.

Na região, diversas cidades precisaram iniciar racionamento de água por causa da gravidade da estiagem. Ontem (30), Campinas confirmou a venda de água para o município de Valinhos, para ajudar a cidade que passa por racionamento há mais de três meses.

PREVISÃO

A previsão para essa quinta-feira (2) será de predomínio de sol a céu parcialmente nublado. Não se descarta a possibilidade de pancadas muito isoladas e rápidas, devido ao maior desenvolvimento de algumas nuvens.

A mudança na direção dos ventos na virada de quarta para quinta-feira proporciona a entrada de um ar mais frio, o que resulta em temperaturas mais amenas ao amanhecer da quinta, com mínima em torno de 17ºC. A máxima fica em torno de 28ºC.

Mais notícias


Publicidade