Publicidade

cotidiano

Atendimento de quadros gripais quadriplica em Hortolândia

Média diária, que era de 100 entre o fim de novembro e o começo do mês, chegou a 400 nesta semana

| ACidadeON Campinas -

Espera foi grande na unidade Nova Hortolândia (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)
 

O aumento de casos de gripe registrado em todo o Brasil quadruplicou o número de atendimentos de pacientes com suspeitas da infecção em Hortolândia. Apesar da reclamação dos pacientes, a pasta de Saúde da cidade diz estar com o quadro de funcionários completo.

Na unidade Nova Hortolândia, específica para pessoas com sintomas gripais, a média de pacientes atendidos, que era de 100 por dia entre novembro e o início de dezembro, subiu para 400 nos últimos dias.

Por conta da situação, a fila de espera estava grande nesta terça-feira (28) e os moradores afirmam que o panorama é o mesmo em outros lugares devido ao grande número de pessoas com tosse, febre e outros indícios da doença.

"Ontem eu fui na unidade do Amanda e lá estava um caos também, mas mandaram pra cá porque não lá não estão atendendo casos de gripe. Ontem isso aqui dava dó. Tinha gente na grama com febre e tosse", conta a auxiliar de cozinha Roberta Santos.

De acordo com o secretário adjunto de Saúde do município, Leandro Severino, as equipes de profissionais estão completas e há remédios para toda a população.

Ainda de acordo com Severino, a medicação mais usada atualmente é o Tamiflu. Por conta do uso larga escala, a prefeitura já pediu uma nova remessa do remédio, que deve chegar na cidades nos próximos dias.

"Em dezembro de 2020, não disttribuímos nenhuma medicação específica para influenza. Em dezembro deste ano, que ainda não terminou, distribuímos 450 cápsulas. Nós temos estoque e esperamos mais", finaliza. 

Mais notícias


Publicidade