Publicidade

cotidiano

Campinas avalia suspensão de volta presencial às escolas

Avaliação ocorrerá na próxima semana; retomada presencial nas escolas está marcada para o dia 7 de fevereiro

| ACidadeON Campinas -

Retomada presencial de aulas está prevista para fevereiro (Foto: Denny Cesare/Código19)

O secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, afirmou nesta quinta-feira (13) que a pasta avaliará na próxima semana a possibilidade da suspensão da volta presencial às escolas marcada para o dia 7 de fevereiro. Isso por conta do aumento de casos respiratórios no município, entre eles gripe e covid-19.

A afirmação ocorreu durante live do prefeito Dário Saadi (Republicanos), que anunciou também o cancelamento de festas privadas de Carnaval e a limitação de eventos (leia mais abaixo).

Sobre a retomada presencial nas escolas, Zambon disse que o assunto foi discutido hoje pela manhã durante a reunião do Comitê de Enfrentamento.

"Hoje de manhã nós tivemos no Comitê de Enfrentamento essa discussão e marcamos uma (outra) para semana que vem sobre o recomeço das aulas. Vamos fazer uma grande discussão baseada em dados e dados que aconteceram em outros países, principalmente que tenham o mesmo clima que o nosso", disse ele.

O secretário afirmou que, após a decisão tomada, a Administração irá procurar o Ministério Público para também discutir com o órgão. "Vamos tomar uma decisão conjuntamente antes da data prevista, que é o dia 7 de fevereiro", disse ele.

EM 2021

Em Campinas as aulas foram retomadas presencialmente em abril, mas de forma facultativa. Já a partir de novembro, as aulas presenciais voltaram a ser obrigatórias para todos os estudantes da cidade.

Na época, a volta de 100% dos alunos ao mesmo tempo valeu, a princípio, para as redes estaduais e privadas. Na rede municipal, a secretaria de Educação realizou a volta forma escalonada.

CARNAVAL E EVENTOS

Hoje ainda, o prefeito Dário Saadi decidiu que vai cancelar as festas de Carnaval particulares. Além disso, também vai limitar o público de shows e outros eventos em 50% da capacidade máxima dos locais.

O decreto será publicado nesta sexta (14) no DOM (Diário Oficial do Município) e terá validade a partir de sábado (15). Eventos públicos de Carnaval já estavam cancelados.

A decisão municipal ocorre um dia após o governador, João Doria (PSDB), recomendar a restrição aos municípios paulistas.

Mais notícias


Publicidade