Publicidade

cotidiano

Campinas investiga morte de soldado do Exército como suspeita de febre maculosa

Militar esteve em atividade de formação em fazenda há 17 dias; Comando afirma que área do exercício passou por limpeza e preparação

| ACidadeON Campinas -

28º Batalhão de Infantaria Mecanizado, em Campinas (Foto: Reprodução/EPTV)
A secretaria Municipal de Saúde de Campinas informou hoje (26) que investiga a causa da morte de um soldado do Exército que faleceu na noite de domingo (24)

De acordo com a administração, uma das suspeitas é de febre maculosa, mas o quadro de sintomas aponta para outras possibilidades

"O quadro clínico do paciente é compatível com febre maculosa, mas também estão sendo investigados outros diagnósticos. O Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde) aguarda resultados de exames", disse a pasta. 

ATIVIDADE DE FORMAÇÃO 

De acordo com o CMSE (Comando Militar do Sudeste), a vítima atuava no 28º BI Mec (28º Batalhão de Infantaria Mecanizado), em Campinas.
Além disso, o CMSE afirmou que o soldado havia participado de uma atividade de formação entre os dias 10 e 14 de abril. 

A atividade aconteceu em um campo de instrução, na Fazenda Chapadão. A área é da 11ª Brigada de Infantaria Mecanizada. O Comando também salientou que o local foi limpo e preparado. 

"Cabe ressaltar que o local onde a atividade ocorreu foi limpo e preparado para a realização das instruções militares", informou o Comando. 

ASSISTÊNCIA À FAMÍLIA 

Em nota, o CMSE afirmou que "lamenta profundamente a morte do Soldado França e está prestando toda assistência necessária à família do militar". 

O Exército ainda relatou que nenhum outro militar apresentou qualquer problema de saúde ou internação que pudesse ser associado à atividade, até o momento.

Publicidade