Publicidade

cotidiano

Campinas pagará R$ 1,9 mi à empresa de limpeza via Justiça na quinta

Depósito de R$ 1,9 milhão será feito à Justiça do Trabalho, segundo Administração; entenda o caso

| ACidadeON Campinas -

Creches e escolas foram afetadas por conta de paralisação de funcionários de empresa (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

Após o rompimento contratual, a Prefeitura de Campinas informou nesta quarta-feira (27) que fará amanhã (28) o depósito judicial dos devidos à empresa Especialy Terceirização diretamente à Justiça do Trabalho. O valor a ser pago, descontados os impostos devidos, é de R$ 1,9 milhão.

Em nota, a Administração disse que "finalizou os procedimentos internos para cumprir a decisão judicial da 4ª Vara do Trabalho de Campinas, independentemente de intimação, a fim de garantir o pagamento dos salários dos trabalhadores envolvidos. A partir do depósito em juízo, o sindicato que representa os trabalhadores terceirizados tomará as providências cabíveis". 

Agora, o sindicato deve fornecer à Justiça a lista de nomes dos funcionários que devem receber os valores. O contrato com a Especialy foi firmado em outubro de 2021. O repasse mensal da Prefeitura era de R$ 2.580.303,30.

O CASO

No início de abril, a Prefeitura de Campinas suspendeu o contrato com a Especialy, até então contratada para fazer a limpeza em 208 unidades da rede pública.

A suspensão veio após uma nova paralisação de funcionários, que protestaram por três meses seguidos por falta de pagamento. Por causa dos transtornos, a empresa foi penalizada e multada em R$ 1,5 milhão, referente a 5% do valor do contrato.

A empresa também perdeu o direito de licitar e de estabelecer qualquer contrato com o município pelo período de dois anos. Sobre o caso, a Especialy foi procurada pela reportagem e esta matéria será atualizada quando o posicionamento for recebido.

NOVA EMPRESA

Campinas convocou a Arcolimp, empresa que foi segunda colocada no processo licitatório, para assumir o contrato estabelecido pela secretaria municipal de Educação. A nova empresa absorveu o quadro de funcionários da Especialy.

No início do mês, a Arcolimp convocou os funcionários da antiga terceirizada para assinatura do novo contrato. O processo ocorreu depois que a Prefeitura recomendou à Arcolimp a contratação do efetivo da antiga prestadora.

Mais notícias


Publicidade