Publicidade

cotidiano

Atendimento de pessoas à procura de emprego cresce 82,4% em março em Campinas

De acordo com dados da secretaria do Trabalho e Renda de Campinas, período registrou 1.814 atendimentos; cidade teve 406 vagas ofertadas no mês

| ACidadeON Campinas -

CPAT registra crescimento na procura de emprego, em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19)
O atendimento de pessoas que estão à procura de um novo emprego no CPAT (Centro Público de Apoio ao Trabalhador) aumentou 82,4% em março, em Campinas. 

De acordo com dados da secretaria do Trabalho e Renda, o período registrou 1.814 atendimentos aos trabalhadores, enquanto fevereiro havia apresentado 995. 

Em relação ao mesmo mês do ano passado, o número triplicou, uma vez que em março de 2021 foram 519 atendimentos. Vale lembrar que em março do ano passado houve um pico de casos e mortes de covid-19, resultando em um período de maior restrição no estado de São Paulo. 

Segundo a gestora do CPAT, Camila Garrido Pereira, agora há uma movimentação maior na procura de novos empregos e na geração de vagas, após a flexibilização das restrições impostas pela pandemia da covid-19. 

"O cenário que nós enxergamos hoje é de crescimento que vem da pandemia. A gente observa que em janeiro nós tivemos aquela situação atípica, onde tivemos um pico muito grande, mas, com o avanço da vacinação, não tivemos um impacto tão grande e, diante desse cenário de janeiro, nós só vimos o crescimento da procura pelas vagas. É um crescimento no mercado, não só a procura como também a oferta das vagas", salienta a gestora. 

De acordo um balanço do CPAT, realizado até o dia 27, o mês de abril também contou com alta procura, com 1.420 atendimentos aos trabalhadores em busca de um novo emprego. 

PERFIL DOS CANDIDATOS

De acordo com um levantamento divulgado pelo CPAT, entre os dias 1º de março e 15 de abril de 2022, a faixa etária que mais buscou por oportunidades de emprego na unidade foi a de trabalhadores de 18 a 24 anos. Confira os detalhes abaixo: 

- De 14 a 17 anos: 21 pessoas
- De 18 até 24 anos: 216 pessoas
- De 25 até 29 anos: 47 pessoas
- De 30 até 39 anos: 57 pessoas
- De 40 até 49 anos: 66 pessoas
- De 50 até 64 anos: 65 pessoas
- Acima de 65 anos: 4 pessoas 

Para a gestora do CPAT, o perfil dos candidatos à procura de uma nova colocação varia. "A procura vem tanto do perfil do Jovem Aprendiz, das pessoas que estão sendo colocadas no mercado, como é o caso desses jovens, como também a recolocação", comenta.  
 
Camila Garrido Pereira, gestora do CPAT Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19)
O balanço ainda aponta que 57,6% dos candidatos possuem ensino médio completo e 50,4% são do sexo feminino. 

Marilene Alves dos Santos, de 51 anos, possui formação até o ensino médio e experiência como governanta. À procura de uma nova vaga de emprego na área de organização de casa há cerca de um mês, Marilene comenta que o maior desafio é em relação aos requisitos para as vagas. "A maior dificuldade é a experiência, porque eles exigem muito", comenta. 

NÚMERO DE VAGAS 

Durante o primeiro trimestre de 2022 foram ofertadas 1.394 vagas no CPAT Campinas, sendo 406 somente no mês de março. Além disso, o mês teve 1.686 vagas reabertas, com 4.352 registros nos três primeiros meses do ano. 

A unidade ainda registrou 2 mil atendimentos de seguro-desemprego e 310 consultas para MEI (Microempreendedor Individual) no mês de março. 

CHAT ONLINE 

O CPAT também informa que oferece um chat para o atendimento aos trabalhadores à distância. O serviço funciona de segunda a sexta-feira, das 07h30 às 16h30. Através do canal, os candidatos podem receber a carta de encaminhamento para o processo seletivo de uma vaga de emprego sem sair de casa. 

A plataforma ainda oferece a opção de tirar dúvidas e receber orientações sobre o resgate do seguro-desemprego. De acordo com o levantamento, o chat online contou com 4.272 registros no primeiro trimestre do ano.

Mais notícias


Publicidade