Publicidade

cotidiano

Cenipa investiga causa de acidente entre aviões em Viracopos

Aeronaves colidiram no pátio do aeroporto de Campinas na noite de ontem

| ACidadeON Campinas -

 

Avião da Azul ficou danificado após colisão (Foto: Divulgação/Aeroflap)

 
O Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos) do Comando da Aeronáutica investiga o que causou o acidente entre dois aviões no pátio do Aeroporto Internacional de Campinas, na noite de ontem (29). A batida, entre aeronaves da Gol e da Azul Linhas Aéreas, deixou partes dos dois aviões quebradas.

Segundo a concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, administradora do Aeroporto Internacional de Viracopos, a colisão ocorreu às 21h29, quando a aeronave da Gol com 56 passageiros havia acabado de pousar.

A aeronave, um Boeing 737-800, que vinha do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro fazia o taxiamento para se deslocar para o estacionamento, quando se chocou com a aeronave Embraer 195, da Azul, sem passageiros e estacionada no pátio.

"O Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA) do Comando da Aeronáutica foi acionado pela concessionária de Viracopos e já iniciou a análise e apuração do incidente. As duas aeronaves já foram liberadas para manutenção por suas respectivas companhias aéreas", informou a concessionária.

O QUE DIZEM AS EMPRESAS


Segundo a Gol, durante o procedimento de táxi do voo G32026, que chegava ao aeroporto de Campinas vindo do Rio de Janeiro, a ponta da asa da aeronave atingiu acidentalmente a ponta da cauda de um avião da Azul.

Mesmo com a batida a empresa informou que os passageiros que estavam na aeronave desembarcaram em segurança.

"A aeronave foi disponibilizada para engenharia e manutenção para avaliação e reparo", informou em nota.

Já segundo a Azul, a batida atingiu a parte traseira da fuselagem da aeronave, que estava vazia e parada em pernoite. A empresa também informou que o avião foi colocado à disposição da equipe de manutenção para os reparos necessários.

As causas da batida ainda não foram informadas pelas empresas. 

POSSÍVEIS CAUSAS

O especialista em aviação Lito Sousa levantou algumas possibilidades que podem ter acontecido, entre elas, uma das duas aeronaves estar fora de posição. 

"Winglet do 737NG da Gol arrancou o cone de cauda do E-195 da Azul em Campinas ontem. Opções: 1) O E-195 estava estacionado fora de posição, 2) O taxi do GOL estava fora da faixa, 3) Os dois estavam certos e o "clearence" do aeroporto não permitira o taxi com um E-195 naquela posição", disse ele nas redes sociais. 

VEJA O VÍDEO DE MOMENTOS DEPOIS DA BATIDA:
 


Avião da Azul ficou danificado após colisão (Foto: Divulgação/Aeroflap)

Mais notícias


Publicidade