Publicidade

cotidiano

Moradores de Campinas reclamam de falta de médicos no CS Campo Belo

Sobrecarga aconteceu devido ao afastamento de um médico generalista, diz Prefeitura

| ACidadeON Campinas -

Moradores de Campinas aguardam por atendimento médico no CS Campo Belo (Reprodução/EPTV)
Moradores de Campinas que buscam por atendimento e agendamento de consultas no CS (Centro de Saúde) do Jardim Campo Belo reclamam da falta de médicos na unidade.

A produção da EPTV, afiliada da TV Globo, apurou que os pacientes chegam ao local de madrugada para tentar agendar consultas com médicos da pediatria, ginecologia, clínico geral, além de dentista, mas o número de senhas distribuídas não é suficiente.

A reportagem chegou à unidade por volta de 4h45 desta terça-feira (3), horário em que já havia fila de espera. Os moradores explicaram que o CS tem oferecido 15 senhas para acolhimento e 15 para clínico geral diariamente, e que o clínico ainda atende como pediatra e ginecologista.

A auxiliar operacional Raiana Nogueira disse que, devido à falta de ginecologista, precisou realizar o acompanhamento pré-natal com um clínico geral e um enfermeiro. Já no caso da ultrassonografia, foi necessário recorrer à rede particular. "No SUS tinha 80 pessoas na minha frente. Meu filho ia nascer e não ia ter o exame", afirmou.

Além do problema com o ginecologista, Raiana ainda enfrenta dificuldades para agendar uma consulta com o dentista e está há três dias com dor de dente, mas o prazo para conseguir um agendamento é de quase um mês. "É complicado pra mim, grávida, com um barrigão, ficar aqui no escuro sem ter um lugar pra sentar", disse.

O QUE DIZ A PREFEITURA

A diretora do Departamento de Saúde de Campinas, Sara Sgobin, alegou que a sobrecarga no CS aconteceu devido ao afastamento de um médico generalista, o que resultou no corte de 30 atendimentos diários.

A diretora ainda reforçou que a Prefeitura e a unidade não recomendam a chegada dos pacientes antes do horário de abertura e destacou que nesta quarta-feira (4) será divulgada a classificação da contratação emergencial de 12 médicos. A convocação está prevista para até o final do mês de maio.

Mais notícias


Publicidade