Publicidade

cotidiano

Vereadores votam hoje mudança de sessões para teatro no Centro

Local será usado enquanto durar a reforma no prédio da Câmara de Campinas; entenda

| ACidadeON Campinas -

Grupos de vereadores visitaram o teatro duas vezes (Foto: Divulgação/Vereador Paulo Gaspar)
 

Os vereadores de Campinas votam na manhã desta quarta-feira (4) a autorização para que as reuniões da Câmara sejam realizadas no Teatro Bento Quirino, na Rua Luzitana, no Centro. A proposta foi feita pela Mesa Diretora.

De acordo com o texto, as sessões - remotas ou presenciais, serão feitas no local enquanto durarem as obras no prédio da Câmara. A reforma, que começou em janeiro, sofreu atrasos e não tem um prazo definido para a conclusão.

Com isso, se a medida for aprovada pela maioria dos parlamentares presentes, as discussões e votações podem voltar a acontecer no período noturno até o final deste mês, a depender da operação logística definida (entenda mais abaixo).

OUTRAS PROPOSTAS

Além deste item, a pauta do dia no Legislativo inclui ainda nove PLs (projetos de lei), um requerimento e uma ata que devem ser analisados pelos membros através de SDR (Sistema de Deliberação Remota). A reunião começa às 9h.

Entre os projetos que serão votados nesta quarta, está outra proposta da Mesa Diretora, que dispõe sobre a contratação de estagiários de nível superior pela Câmara Municipal. Serão oferecidas 10 vagas para a realização de estágio.

Conforme a matéria, o programa será direcionado "exclusivamente a estudantes que cursam ensino superior para alocação em órgãos de assessoramento, controle e gestão institucional, constantes da estrutura organizacional da Casa".

USO DO TEATRO

A autorização para o uso do Teatro Bento Quirino para as sessões da Câmara foi proposta pela Mesa Diretora após a conclusão das obras de adequação do espaço. Os trabalhos foram executados pela secretaria de Serviços Públicos.

As intervenções nas instalações elétricas do prédio histórico, que tem 540 lugares, começaram no início de março e foram acordadas entre o presidente da Casa, Zé Carlos (PSB), e o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos).

A transferência temporária das atividades dos vereadores serve para que o Legislativo volte a realizar sessões noturnas presenciais, algo que não ocorre desde o fim do ano passado, antes do início da reforma na Câmara (veja abaixo).

Procurada, a assessoria da presidência da Casa confirmou que a Mesa se programa para definir como fará o transporte e os testes dos equipamentos e que a retomada presencial pode acontecer em até duas semanas.

O teatro e o ex-colégio Bento Quirino foram comprados por R$ 11,9 milhões pela Prefeitura em fevereiro, quando foi informada a intenção de usar o teatro para atividades de Educação e Cultura. Isso, porém, não tem prazo para ocorrer.

REFORMA NA CÂMARA

Iniciada em janeiro, a reforma na Câmara sofreu atraso devido à paralisação das obras no início de março. Em entrevista ao acidade on Campinas na ocasião, o presidente do Legislativo, Zé Carlos (PSB), falou em "entraves burocráticos".

"Os nossos engenheiros e arquitetos não têm expertise pra fazer essas obras estruturantes. E cada vez que se descobre algo, surge um obstáculo. Então, a burocracia impera na Câmara. Mas nós estamos desenrolando", alegou.

Zé Carlos também criticou o fato das obras não terem sido feitas em anos anteriores e, apesar de reconhecer que os trabalhos são importantes, descartou que houvesse risco de colapso, ou de danos irreversíveis na estrutura do prédio.

"Cada hora que você mexe, aparece uma coisa diferente. Mas não é nada que coloque a vida das pessoas em risco, até porque o prédio está vazio, porque nós tiramos as pessoas de lá quando planejamos fazer essa obra", pontuou ele. 

Fachada do Teatro Bento Quirino, no Centro de Campinas (Foto: Reprodução/Google Street View)


Mais notícias


Publicidade