Publicidade

cotidiano

Veja quais são as avenidas e rodovias mais fatais de Campinas

Avenida John Boyd Dunlop é a via mais fatal da cidade, e registrou 23 vítimas fatais nos últimos três anos

| ACidadeON Campinas -

Av. John Boyd, em Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19)
 

A Prefeitura de Campinas divulgou nesta segunda-feira (9) um levantamento com as vias municipais e rodovias que cruzam a cidade que mais registraram acidentes fatais nos últimos três anos.

O balanço, que compila dados de 2019 a 2021, é do Boletim de Vítimas Fatais de Acidentes, divulgado hoje durante o lançamento do movimento Maio Amarelo 2022.

Segundo o levantamento, a Avenida John Boyd Dunlop é a via mais fatal da cidade, e registrou 23 vítimas fatais nos últimos três anos. Já entre as rodovias, a Anhanguera é a mais perigosa em Campinas.

Em fevereiro deste ano, um outro balanço da Administração também apontou a John Boyd como a recordista de acidentes na cidade. Só no ano passado, a avenida teve 374 acidentes e 12 mortes em 2021.

LOCAIS COM MAIS ACIDENTES FATAIS


O levantamento inclui dados de três anos, de 2019 a 2021. Entre as vias urbanas, as mais perigosas são:

- Avenida John Boyd Dunlop: 23 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Avenida das Amoreiras: 11 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Avenida Ruy Rodriguez: 10 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Avenida Prestes Maia: 6 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Avenida Pres. Juscelino: 6 vítimas fatais entre 2019 e 2021


Entre as rodovias, as mais perigosas são:


- Rodovia Anhanguera (SP-330): 43 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Rodovia Bandeirante (SP-348): 42 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Rodovia Santos Dumont (SP-075): 40 vítimas fatais entre 2019 e 2021

- Rodovia D. Pedro I (SP-65): 35 vítimas fatais entre 2019 e 2021

PERÍODO DO DIA E SEMANA

Segundo o levantamento divulgado nesta segunda-feira, Campinas teve 144 acidentes fatais no trânsito da cidade no ano passado, com 151 mortes. Desse total, segundo a empresa, 44% foram causados por excesso de velocidade e embriaguez no volante.

O boletim ainda traz o registro de dias e horários com maior registro de acidentes fatais em 2021. Segundo o levantamento, 45% dos registros de acidentes com óbitos acontecem no fim de semana.

A maior parte dos acidentes fatais de 2021 foi registrada no período noturno, entre 18h e 23h59, com 201 registros.

Na noite, os acidentes são registrados com média semelhante na sexta, sábado e domingo. Já na madrugada (00h- 5h59)- o número é maior na madrugada de sábado para domingo.

Mais notícias


Publicidade