Publicidade

cotidiano

Obra da tirolesa da Lagoa do Taquaral segue parada e sem prazo para conclusão

Prefeitura de Campinas informou que instalação de tirolesa está 50% concluída; empresário teve problemas de saúde e desistiu do investimento

| ACidadeON Campinas -

Torre de tirolesa na Lagoa do Taquaral (Foto: Luciano Claudino/Código19)

A obra da tirolesa na Lagoa do Taquaral, em Campinas, está paralisada e não há mais um prazo definido para a conclusão da instalação do equipamento. A informação é da secretaria de Serviços Públicos ao acidade on Campinas nesta semana. Em agosto, a Prefeitura havia informado que a obra estava em fase final de conclusão.

No entanto, em novo posicionamento, a pasta informou que a obra está "50% concluída" e deve ser finalizada pela própria Prefeitura ou terá novo investidor. "O empresário que inicialmente assumiu o empreendimento passa por graves problemas de saúde, em consequência de sequelas da covid-19, e desistiu do investimento", explicou a Administração em nota. 

Atualmente, tapumes cobrem a maior parte da base da estrutura, mas uma abertura permite que o interior seja visto e também facilita a entrada dos frequentadores do parque.   

Sobre isso, a secretaria de Serviços Públicos disse que vai verificar, nesta sexta-feira, a situação nos pontos da obra, que estavam cercados com tapumes, e tomar todas as providências que sejam necessárias, para evitar riscos aos visitantes.

Abertura entre tapumes permite ver o interior da base da estrutura (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
PRAZOS

A atração foi anunciada em março de 2020, e tinha uma previsão para ser inaugurada até junho daquele ano. Ela foi adiada por conta da pandemia de covid-19.

Em novembro daquele ano, a Prefeitura anunciou o início da construção. Na época a previsão era de que o equipamento ficaria pronto em 90 dias (com entrega prevista para fevereiro), o que não aconteceu. 

Obra está parada (Foto: Luciano Claudino/Código19)
A TIROLESA

Na atração, o praticante é preso com mosquetões a uma cadeira de alpinismo, e se desloca de um local a outro por um cabo, conectado entre torres ou árvores, com roldanas, no sentido horizontal.

No Parque Taquaral, o projeto da tirolesa prevê 700 metros de percurso e 22 metros de altura. Com isso passeio terá, contando o trajeto de ida e volta que passa por cima do lago do parque, a duração de cerca de dois minutos.

A tirolesa terá uma estrutura metálica e será composta por duas torres, uma de 20 metros e outra de 22 metros de altura, sendo utilizado cabos duplos. A atração será instalada perto da área onde ficam os eucaliptos, no Portão 1 do parque, e o percurso vai até próximo a área da Caravela.

A obra está estimada em cerca de R$ 300 mil e a previsão era que o equipamento funcionasse em sistema de concessão.

A idade mínima para curtir a tirolesa é prevista em 5 anos de idade e o ingresso deve custa R$ 30. Menores de 18 anos deverão estar acompanhados de pais ou responsáveis.

A princípio, a atração começaria a funcionar aos finais de semana, mas o funcionamento deverá ser estendido para os dias da semana. O Parque Portugal recebe em média 70 mil visitantes por semana, sendo 50 mil aos sábados e domingos. 

A previsão é que a estrutura seja entregue em até três meses (Foto: Divulgação/PMC)
Percurso da tirolesa (Foto: Divulgação/PMC)

Mais notícias


Publicidade