Publicidade

cotidiano

Ônibus é vandalizado por adolescentes em Campinas

Segundo motorista, alunos embarcaram e ao descer vandalizaram o veículo

| ACidadeON Campinas -

Ônibus teve vidro traseiro quebrado após ser atingido por pedra (Foto: Divulgação SetCamp)

Um ônibus do transporte municipal foi alvo de vandalismo na noite de ontem (12) em Campinas. O veículo, da linha 358, que liga a Cidade Judiciária ao bairro Recanto dos Dourados, teve um vidro quebrado, e uma janela de emergência retirada. 

Segundo o SetCamp (Sindicato das Empresas de Transporte Metropolitano e Urbano de Passageiros da Região Metropolitana de Campinas), o vandalismo foi praticado por adolescentes, que atiraram pedras no veículo. Não havia outros passageiros no momento do ato. 

"Segundo relato de nosso condutor, embarcaram alunos na escola estadual Carlos Gomes e quando o ônibus parou no ponto para desembarque no bairro Área verde (Recanto dos Dourados) por volta das 22h45, garotos ao desembarcarem quebraram a trava e arrancaram uma janela de emergência. Já do lado de fora atiraram uma pedra quebrando o vidro vigia traseiro, em seguida evadiram-se do local", informou o sindicato. 

Ainda de acordo com o SetCamp, o prejuízo causado pelos vândalos vai ser de aproximadamente R$ 1,5 mil e o ônibus fica fora de circulação durante o reparo. 

CASOS DIÁRIOS 

Neste mês uma reportagem do acidade on divulgou um levantamento feito pelas concessionárias que atendem o transporte urbano de Campinas. 

Segundo as empresas, a média de casos de vandalismo nos ônibus da cidade é de nove a dez ocorrências por dia. A situação causa medo em passageiros e motoristas e prejuízos para as empresas. 

No começo deste mês sete ônibus do transporte municipal foram alvos de vandalismo durante a madrugada, enquanto passavam pela Rodovia D. Pedro I (SP-065), em Campinas. 

Já em março, passageiros filmaram um homem que, com um pedaço de madeira, quebrou janelas e portas de um ônibus na cidade. 

De acordo com o SetCamp, entre os principais atos de vandalismo estão pichações, assentos rasgados (com uso de estiletes ou outros objetos cortantes), assentos arrancados e pedras atiradas contra vidros e portas. 

As regiões mais afetadas por causa do vandalismo são as do bairro Campo Belo e extensão da Rodovia Santos Dumont (SP-075).

Mais notícias


Publicidade