Publicidade

cotidiano

Hospital PUC-Campinas tem superlotação na UTI Neonatal

Com capacidade para 20 leitos, local tem atualmente 28 bebês internados; veja como está situação

| ACidadeON Campinas -

UTI Neonatal está superlotada no Hospital PUC-Campinas (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)
 

*Matéria atualizada às 17h08 de 18 de maio de 2022 

Com capacidade instalada para 20 leitos, a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal do Hospital PUC-Campinas está nesta quarta-feira (18) com 28 bebês prematuros internados.

Entre os pacientes, 26 são do SUS (Sistema Único de Saúde), 10 a mais do que o previsto pelo acordo com o estado. Além disso, quatro são de outros municípios.

A superlotação foi confirmada na tarde desta quarta-feira (18) pela instituição. O comunicado pede à população que procure outras unidades de saúde da cidade.

"Há ainda no Pago (Pronto Atendimento de Ginecologia e Obstetrícia) e no Centro Obstétrico quatro gestantes com previsão de parto prematuro. Ou seja, possivelmente necessitarão de um leito de UTI Neonatal", detalha a nota.

ENFERMARIA

Ainda conforme a PUC-Campinas, a enfermaria também está lotada: "o que impacta no Centro Obstétrico que não consegue transferir as puérperas (pós-parto) à enfermaria". Isso porque ambos os espaços estão completamente lotados.

O hospital alega ainda que a superlotação é comunicada diariamente aos órgãos públicos competentes e à Cross (Central de Regulação de Ofertas de Serviços de Saúde) e prometeu detalhar melhor o panorama à imprensa na tarde de hoje.  

Fachada do Hospital PUC-Campinas (Foto: Divulgação/Hospital PUC-Campinas)

SITUAÇÃO NO CAISM  

No Caism (Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher) da Unicamp, também há superlotação na UTI Neonatal, com 18 crianças internadas em um espaço com 15 leitos operacionais. 
 
"Seguimos com superlotação, com três recém-nascidos prematuros internados no centro obstétrico porque não temos vagas de UTI", informou a unidade à EPTV Campinas. 

NA MATERNIDADE
 

No Hospital Maternidade de Campinas, a direção também confirmou 100% de ocupação: são 22 pacientes internados pelo SUS, sendo quatro de outros municípios.

SUS INFANTIL

Ontem (17), Campinas informou que 32 das 34 UTIs para crianças no SUS Municipal estavam ocupadas após oito dias seguidos de uso total das vagas.

No SUS Estadual, ainda conforme o município, 95% da estrutura estava em uso. Nos hospitais privados, a taxa era de 80,7%. Na soma, o índice era de 87,7%.

Havia 13 leitos livres e, entre os 95 pacientes internados, 54 estavam com SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave). Os números de leitos são estes:

SUS Municipal - 34 leitos; dos quais 32 estão ocupados, o que equivale a 94,1% de ocupação. Há 2 leitos disponíveis.

SUS Estadual - 20 leitos, dos quais 19 estão ocupados, o que equivale a 95% de ocupação. Há 1 leito livre.

Particular - 52 leitos, dos quais 42 estão ocupados, o que equivale a 80,7% de ocupação. Há 10 leitos disponíveis.

FILA DE ESPERA

Campinas divulgou também que a fila de espera por leitos e enfermaria tinha na terça oito crianças, 12 a menos em relação a segunda.

A cidade disse que há 59 crianças internadas em enfermarias do SUS Municipal e que as oito esperam por vaga prontos-socorros. 

Publicidade