Publicidade

cotidiano

Suspeito de matar estudante estava com o celular da vítima

Michael Douglas da Silva disse que queria roubar Mayara Roquetto e vai responder por latrocínio

| ACidadeON Campinas -

Michael Douglas foi preso e levado à delegacia seccional (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)

O suspeito de matar a estudante da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas), Mayara Roquetto Valentin, em São João da Boa Vista no dia 15, foi achado com o celular da vítima e vai responder por latrocínio, disse o delegado Fabiano Antunes.

Michael Douglas da Silva, de 28 anos, ainda não foi ouvido oficialmente, mas relatou, logo depois de ser capturado, que abordou a jovem para roubar o celular dela. Com isso, o caso não deve mais ser apurado como homicídio, mas como latrocínio.

"A Mayara chegou até o ponto onde ele estava dormindo depois de fugir da tentativa de um crime no sábado (14). Lá, ele tentou efetuar o roubo e ela teria fugido ou reagido, e o Michael a matou", detalhou o delegado responsável pela investigação.

Além do celular da vítima, um canivete e uma garrucha com duas munições foram encontrados com o homem apreendidos. A arma de fogo teria sido usada na tentativa de assassinato que aconteceu na pensão onde ele morava há ao menos 12 dias.    

Suspeito foi preso hoje por equipes policiais (Foto: Divulgação/Polícia Civil)

COMO FOI A PRISÃO

Michael Douglas da foi preso na mesmo região de mata onde a jovem foi morta no último domingo. Ele foi encontrado no 3º dia de buscas, depois de pedir comida em um sítio. A testemunha foi quem acionou a força-tarefa envolvendo as forças policiais.

"Foi a partir dessa informação do sitiante, que fez o contato conosco, que nós rumamos para o local onde fizemos o cerco", relatou o delegado Fabiano Antunes. A captura foi feita pelo Baep (Batalhão de Ações Especiais da Polícia Militar).

Levado à Delegacia Seccional de São João da Boa Vista, Michael deve ainda passar por audiência de custódia antes de ser levado a uma unidade do sistema prisional. Na seccional, ele foi recebido por parentes da estudante com gritos e xingamentos.    

Vítima foi identificada como Mayara Roquetto Valentim, de 23 anos. (Foto: Arquivo pessoal)

CORPO ENCONTRADO

O corpo de Mayara foi encontrado em uma área de mata do município, no último domingo, após ela desaparecer. Ela saiu para fazer uma caminhada na cidade natal e depois não foi mais vista.

Ela foi encontrada na Serra da Paulista, uma área de mata, com 28 golpes de faca, de acordo com a polícia. Os ferimentos estavam no peito, pescoço, braços, costas e cabeça da vítima. Ainda segundo os legistas, não foi encontrado nenhum sinal de violência sexual.

A jovem morava em Campinas, onde frequentava a faculdade, mas havia viajado para a cidade para passar o fim de semana com a família. Na segunda, a Unicamp decretou três dias de luto.

Publicidade