Publicidade

cotidiano

Moradores denunciam descaso com postes inclinados em Valinhos

Há quatro postes de telefonia com risco de cair no quintal das residências do bairro Chácaras São Bento

| ACidadeON Campinas -

Postes inclinados preocupam moradores de Valinhos (Foto: Reprodução/EPTV)
Moradores do bairro Chácaras São Bento estão preocupados com a situação de quatro postes de telefonia, em Valinhos. 

Os postes, ultrapassados e ainda fabricados em madeira, estão inclinados, com rachaduras profundas, com risco de cair em cima das residências da Rua Márcio Valério Finholdt a qualquer momento. De acordo com os moradores, o problema já dura cerca de 11 meses. 

"Faz muito tempo. Nós estamos aqui com esse problema há cerca de 10 ou 11 meses. Nós já pedimos outras vezes para que eles viessem aqui analisar como está a situação, que se agravou essa semana. Acredito que uma empresa, que veio entregar material aqui para a construção ao lado, esbarrou no primeiro poste e, consequentemente, foi trazendo o problema para os outros postes", disse uma moradora. 

De acordo com ela, o maior receio é de um acidente mais grave. "Eles estão prontos para cair de vez. As consequências podem ser gravíssimas. Pode atingir uma criança, um veículo que fica estacionado diariamente na nossa rua", acrescentou. 

MEDO CONSTANTE 

Os quatro postes de madeira da rua estão sendo escorados apenas por um poste de concreto, e a situação amedronta a dona Maria, que mora ao lado de uma dessas estruturas inclinadas e tem um marido acamado. 

"A gente não dorme direito e eu não faço serviço direito. A gente tem medo de ele (o poste) cair de uma vez. Vai cair em cima do alambrado e do telhado do meu quarto", afirmou. 

A moradora explicou que procurou atendimento no Procon (Fundação de Proteção e Defesa do Consumidor) sobre o caso e que a instituição estipulou que a operadora Vivo, responsável pela rede de telefonia, comparece ao Procon até o dia 30 de maio. 

"Era para eles entrarem em contato comigo. Fui na terça-feira, mas até agora não entraram em contato. Até o Procon falou para mim que é um caso de urgência", reforça. 

POSICIONAMENTOS DAS EMPRESAS 

À reportagem, a CPFL Paulista afirmou que enviou uma equipe ao local para analisar os postes de perto. Após a vistoria, reforçaram que a responsabilidade não é da companhia, pois os cabos de energia não passam por estes postes. 

Já a Vivo disse que vai analisar o caso e que pretende enviar uma equipe para verificar a situação. Entretanto, a empresa de telefonia não informou um prazo para que isso ocorra. A Claro disse que vai analisar o caso, mas não informou se mandará uma equipe no local. 

TROCA DE POSTES 

Segundo moradores, a Prefeitura de Valinhos teria realizado a troca dos postes de madeira das ruas vizinhas, mas nada foi feito na Rua Márcio Valério Finholdt até o momento. A apuração da EPTV, afiliada da TV Globo, procurou a Administração municipal, mas não houve retorno até o momento desta publicação. 
 

Publicidade