Publicidade

cotidiano

Preços de produtos de festa junina variam até 150% em Campinas

Ao todo, 48 produtos tradicionais em festa junina foram pesquisados pelo Procon de Campinas; veja a lista e as variações

| ACidadeON Campinas -

Levantamento foi feito pelo Procon de Campinas (Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

Um levantamento feito pelo Procon de Campinas mostra variação de até 150,3% nos preços de produtos usados  em festa junina na cidade. Ao todo, 48 itens foram pesquisados. Entre eles, ingredientes como gengibre, maçã e canela (veja mais abaixo). 

O objetivo do órgão é oferecer uma referência ao consumidor por meio dos preços médios obtidos em seis lugares visitados. No período, o gengibre, usado na receita do tradicional quentão, liderou a lista de itens com maior variação. 

Logo em seguida, estão os bolos prontos de mandioca e de laranja, com variações de 129,42% e 99,47%, respectivamente. Já o pote de 500 gramas da maionese Liza registrou 84,17%. Veja os 15 produtos com as maiores variações

- Gengibre: 150,38% 

- Bolo pronto de mandioca: 129,42% 

- Bolo pronto de laranja: 99,47% 

- Maionese pote: 84,17% 

- Maria mole: 81,50% 

- Fubá pré-cozido: 62,38% 

- Ketchup: 62,33% 

- Farinha de milho em flocos: 60,12 

- Mostarda: 60,12% 

- Maçã gala: 59,73% 

- Maionese bisnaga ovo caipira: 59,14% 

- Batata palha tradicional: 55,68% 

- Maionese bisnaga: 54,74% 

- Batata doce roxa: 54,05% 

- Paçoca de amendoim (rolha): 53,79% 

A lista completa com todos os 48 produtos pode ser conferida no site do Procon Campinas

LEIA TAMBÉM
Campinas tem Dia D de doação de sangue nesta terça; veja locais 
Homem é preso no Centro de Campinas com produtos furtados 

METODOLOGIA 

A pesquisa manteve os preços comercializados em no mínimo três dos locais. Além disso, segundo a diretora do Departamento de Defesa do Consumidor, Yara Pupo os resultados não podem ser utilizados para publicidade. 

"Os preços coletados podem sofrer variações, em razão de promoções e descontos, bem como em razão do período em que a coleta foi realizada. Também podem sofrer variações nas lojas de mesma rede", argumenta ela. 

Ainda segundo o órgão, a divulgação dos resultados colhidos entre os estabelecimentos para que o consumidor possa adequar a sua realidade financeira entre os menores e maiores preços encontrados no levantamento. 

A INFLAÇÃO 

Um levantamento feito pela EPTV Campinas no início do mês mostrou que a inflação aumentou os preços dos produtos consumidos nas festas juninas. 

Em 12 meses, segundo o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo), as maiores variações foram do tomate, 66,42%, e do óleo de soja, 35,73%. 

A pesquisa mostra ainda os reajustes de itens tradicionais da festa, como o milho verde, que ficou 14,16% mais caro no período de um ano. Veja a lista: 

- Ovo: 10,69% 

- Milho verde: 14,16% 

- Maionese: 24,40% 

- Refrigerante: 8,05% 

- Água mineral: 8,05% 

- Cerveja: 9,20% 

- Óleo de soja: 35,73% 

- Bolo: 25,20% 

- Salsicha: 12,64% 

- Leites e derivados: 21,96% 

- Maçã: 7,71% 

- Farinha (de todos os tipos): 19,28% 

- Tomate: 66,42% 

- Carnes: 7,80% (destaques para contrafilé, 22%, e patinho, 11%) 

PRATO FEITO 

Os reajustes nos preços dos produtos que compõem os pratos feitos nos últimos 12 meses também deixaram a refeição até cara em Campinas. Lidando com os aumentos, os comerciantes lamentam o lucro menor. 

De acordo com a pesquisa do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o custo do tomate subiu 83,29%, o da batata, 50,05%, e o da alface, 49,80%, em um ano. Somente o arroz teve queda de 12,86% no período. 

LEIA MAIS
Obras deixam 5 bairros de Campinas sem água nesta quarta

Publicidade