Publicidade

cotidiano

Motorista embriagado bate contra carro e é preso em Jaguariúna

Homem estava com uma lata de cerveja na mão quando foi parado em Jaguariúna; vídeo mostra sinais de embriaguez

| ACidadeON Campinas -

Homem foi flagrado segurando uma cervja ao volante em Jaguariúna (Foto: Reprodução/Roberto Torrecilhas)
 

Um homem acusado de embriaguez ao volante foi preso na tarde desta terça-feira (21) após bater contra um carro na Rua Maranhão, em Jaguariúna. Ele aparece em um vídeo ao volante e segurando uma lata de cerveja (veja abaixo).

Segundo a Polícia Civil, o acidente aconteceu por volta das 17h e ninguém ficou ferido, mas os agentes alegam que estavam em patrulhamento quando flagraram o automóvel em zigue-zague e por isso decidiram fazer a abordagem. 

Parado pelos policiais, o motorista aparece em um vídeo com uma lata de cerveja na mão e sinais de embriaguez. Ele foi encaminhado para o PS (pronto-socorro) da cidade, onde deveria passar por uma coleta de sangue para exame.

O caso foi registrado na delegacia de Jaguariúna. 


LEIA MAIS
Mulher grávida morre em acidente de moto em rua de Valinhos
Motociclista morre após bater em caminhão parado em Campinas

ATROPELAMENTO EM CAMPINAS


Um homem de 55 anos morreu após ser atropelado por um carro na manhã desta terça-feira em Campinas. Após atingir a vítima, o carro bateu contra um poste. O acidente ocorreu na região central de Campinas.

O acidente aconteceu por volta de 10h15 na Avenida Governador Pedro de Toledo, próximo ao cruzamento com a Rua Marques de Três Rios, sentido Centro/bairro, na região do Terminal Rodoviário de Campinas.

Segundo a Polícia Militar, o homem foi atropelado quando ia entrar no próprio carro. O veículo que atingiu a vítima estava descontrolado.

Equipes do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) e do resgate do Corpo de Bombeiros prestaram socorro à vítima, que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. De acordo com o Samu, após ser atingido o homem foi arremessado por cerca de três metros.

LEIA TAMBÉM
Homicídio em Paulínia: esposa da vítima não sabia de celulares


Publicidade