Publicidade

cotidiano

Campinas registra temperatura mais alta do Inverno nesta quinta

De acordo com a medição do Cepagri, temperatura chegou a 30,5ºC, considerada alta para a primeira semana de agosto

| ACidadeON Campinas -

Campinas registra temperatura mais alta para o inverno nesta quinta-feira (4) (Foto; Denny Cesare/Código 19)
Campinas registrou a temperatura mais alta do Inverno de 2022 nesta quinta-feira (5), com 30,5ºC às 13h50, segundo dados do Cepagri (Centro de Pesquisas Meteorológicas Climáticas Aplicadas à Agricultura), da Unicamp.

De acordo com o Centro, a última máxima mais alta havia ocorrido em 17 de julho, quando os termômetros marcaram 30,3ºC.

MAIS ALTA DOS ÚLTIMOS 3 ANOS


Além disso, a temperatura registrada hoje também foi mais alta dos últimos três anos para a primeira semana de agosto. A última máxima mais alta havia sido registrada em 03 de agosto de 2019, com 31,9ºC. 
 
LEIA MAIS 
 
Empresa de energia abre inscrições para programa de estágio em Campinas

Empresário de Campinas tem patinete elétrico apreendido no pátio: 'nunca viram isso'

Comerciantes denunciam prejuízos com furtos na rede elétrica em Hortolândia

Em comparação com a média histórica, desde 1989, a maior temperatura que tivemos na primeira semana de agosto foi em 2011.

Confira os recordes de calor em agosto abaixo:

- 07 de agosto de 2011: 33,61ºC

- 07 de agosto de 2002: 32ºC

- 06 de agosto de 2011: 31,78ºC

- 04 de agosto de 2014: 31,69ºC

- 1º de agosto de 2010: 31,57ºC

- 03 de agosto de 2019: 31,19ºC

- 06 de agosto de 2013: 31,1ºC

- 06 de agosto de 2009: 31,01ºC

- 05 de agosto de 2002: 31ºC

- 07 de agosto de 2009: 30,78ºC

- 03 de agosto de 1995: 30,60ºC

- 03 de agosto de 2013: 30,56ºC

- 04 de agosto de 2022: 30,5ºC


De acordo com o meteorologista do Cepagri, Bruno Bainy, a elevação das temperaturas não é tão incomum para o período.

"Como agosto é um mês em que as temperaturas já voltam a subir, em média, fui verificar se o valor registrado em julho seria mais "atípico" do que o registrado no começo de agosto, mas em ambos os casos são temperaturas que figuram entre as mais elevadas para o período considerado", afirma.

Segundo Bainy, as temperaturas acima de 30ºC costumam ser mais comuns no final de agosto.

INFLUÊNCIA DO AR QUENTE

De acordo com o meteorologista, o final de julho apresentou um acentuado declínio nas temperaturas com a entrada de uma massa de ar de origem polar, que passou pelo estado. Entretanto, as temperaturas já começaram a subir no dia 1º de agosto.

"Sob condição de predomínio de sol nos últimos dias, e sob influência do ar mais quente que permaneceu atuando em boa parte do Brasil Central (boa parte do Centro Oeste e Sudeste), as temperaturas voltaram a subir rapidamente desde o início do mês", completa.

MAIS CALOR

Apesar de os termômetros ultrapassarem os 30ºC nesta quinta-feira (4), a previsão para amanhã (5) também é de calor.

"Hoje (4) e amanhã (5), essa situação ganha intensidade pela orientação dos ventos, que sopram predominantemente de norte/noroeste, transportando um ar mais aquecido", relata Bainy.

CHEGADA DE FRENTE FRIA

A partir da tarde desta sexta-feira (5), Campinas deve registrar a chegada de uma frente fria, com os ventos mudando de direção.

"A partir do entardecer, os ventos mudam de direção, soprando de sudeste com intensidade moderada a forte e rajadas de até 50 km/h, favorecendo um maior declínio de temperaturas entre a sexta e o sábado (6) e temperaturas um pouco mais amenas no sábado à tarde", acrescenta.

Contudo, Bruno afirma que as temperaturas não devem cair tanto, cerca de 2ºC a 3ºC.
 
 
LEIA TAMBÉM 
 
Conheça os voos mais longos e os mais curtos no Brasil e no mundo

Publicidade