Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Você é um verdadeiro campineiro se comeu 7 desses 10 pratos

Listamos 10 comidinhas e bebidinhas que são a cara de Campinas

| ACidadeON

Divulgação
Lanche boquinha-de-anjo: criado em Campinas e o xodó da cidade

Quem realmente gosta de Campinas conhece os pratos mais saborosos e famosos da cidade, como o melhor pastel, onde comer um bom cachorro quente ou onde encontrar um chope gelado. E se você mora em Campinas, com certeza vai se lembrar desses lugares.

Nessa lista, elencamos 10 boas lembranças gastronômicas da região central de Campinas, que completa 243 anos nesta sexta-feira (14). Incluímos clássicos e alguns itens dos quais somos fãs aqui na redação. Se você é um verdadeiro campineiro, vai concordar com os itens. Se não, manda para a gente incluir (e experimentar): campinas@acidadeon.com

1) BOCA DE ANJO DO GIOVANETTI

O clássico lanche de Campinas pode vir com diversos ingredientes, mas o que importa é o corte. O pão francês cortado no meio e em mini pedaços é uma criação campineira. No Giovanetti, o clássico é o Psicodélico, criado na década de 1960. O lanche leva mussarela, salsichão com picles, lombo cozido, salsichão lionês, mortadela, rosbife caseiro, presunto, tomate e azeitonas pretas. O preço é R$ 29,90. Recomendamos ir no Giovanetti do Largo do Rosário, o mais antigo da rede e onde foi criado o lanche. Endereço: Rua General Osório, 1059 – Centro. 



2) BOLINHO DE BACALHAU DO CITY BAR

Sequinho e crocante, o bolinho de bacalhau do City Bar, no Cambuí, é unanimidade para quem gosta da iguaria. Outros bares fazem também, mas o do boteco considerado “pé sujo” (talvez nem tanto) vende o mais tradicional de Campinas – e considerado, pelo próprio bar, “o melhor do mundo”. O bolinho é frito todos os dias e sai fresquinho por R$ 7 a unidade. Os frequentadores antigos dizem que o bolinho já foi melhor, mas é puro saudosismo. Ainda vale a mordida! Endereço: Av. Júlio de Mesquita, 450, Cambuí.

 

#bolinhodebacalhau #serramalte #Sexta

Uma publicação compartilhada por Igor Camargo Barros (@igor_camargo_barros) em



3) PASTEL DE CARNE DO VOGA

Pastel já começa ganhando porque fritura é o “photoshop” das comidas. Brincadeiras à parte, pastel bom mesmo é o do Bar Voga, na Avenida Anchieta. Sentar nas mesinhas de madeira na calçada e comer o crocante pastel, com vinagrete da casa, é celebrar o aniversário de Campinas em um programa com a cara da cidade. A pedida é ir de sábado de manhã, quando dá para comprar um jornal ou revista na banca ao lado e ver a vida passar. Os pastéis de carne, queijo e palmito custam R$ 5,50 cada. Endereço: Avenida Anchieta, 35, Centro.

 

Sabor da minha infância!!!

Uma publicação compartilhada por Letícia Piva Bittencourt (@pivaleka) em



4) QUINDIM DA FIOS DE OVOS

Essa dica é tradicional e quem é campineiro conhece: uma doceria na Avenida Júlio de Mesquita que tem os melhores doces de Campinas e, com certeza, o melhor quindim. Quem anda pela avenida pode passar batido pela portinha amarela com janelas de vidro. Mas fique atento, porque vale dar um pulo lá. A doceria não fica aberta o dia todo e é preciso um pouco de paciência, pois para encomendas é preciso ir até o lugar e depois voltar para buscar. Nesta sexta-feira (14), o horário de abertura é das 11h às 14h. Aos sábados, o cliente encontra a loja aberta das 11h às 18h e aos domingos ela fica fechada. Endereço: Av. Júlio de Mesquita, 44 – Centro. 

 

O melhor quindim da cidade!!!!!

Uma publicação compartilhada por Blog Dicas da Mi (Mi Abrahão) (@dicasdami) em

 

5) CHOPE DA CANTINA ALEMÃ

Esse é para os experts. O chope geladíssimo da Cantina Alemã é tirado muitas vezes pelo próprio dono, Luiz Benedito Brunello, de 66 anos, ex-garçom da casa. O chope Brahma vem em uma delicada taça de cristal e custa R$ 9, com 320 ml. A chopeira é a mais antiga da cidade. Para acompanhar, a casa serve o melhor da comida alemã, como salsichas especiais e chucrute. O pequeno restaurante da rua Luzitana  existe há 53 anos e mantém a cara de antigamente. É uma boa pedida para voltar para Campinas da década de 60. Endereço: Rua Luzitana, 981, Centro.



6) PIZZA DA MONTEBELLO

Campinas é uma cidade que ama pizza e, se olhar bem, você encontra pelo menos três boas pizzarias por bairro. Escolhemos essa pelas boas promoções e por serem três unidades, todas antigas e com a cara da cidade. O rodízio vale a pena: R$ 32,90 por pessoa com 40 opções de sabores. Recomendamos a unidade da Avenida Júlio de Mesquita, nº 788, para aproveitar as mesas que ficam na varanda, acima do nível da rua, e curtir uma das vias mais movimentadas do Cambuí.  

 

Marguerita & Calabresa amo vocês!

Uma publicação compartilhada por Ricardo Tiquinho (@tiquinho_festas) em



7) CALDO DE CANA NO PARQUE TAQUARAL

Esse clássico de quem gosta de correr em volta da Lagoa do Taquaral e emendar um petisco não podia ficar de fora. Quem frequenta ou frequentou o parque sabe que na saída (ou na chegada) não dá pra ignorar o copo de caldo de cana, geralmente acompanhado de um pastel. O delicioso suco da cana custa, em média, R$ 5. Você encontra na entrada do parque em barraquinhas de rua. Endereço: Av. Dr. Heitor Penteado, 1671, Parque Taquaral.

 

Como eu amo essa cidade! Ai minha Campinas, não quero mais ir embora.

Uma publicação compartilhada por Byanka Napole (@byankanapole) em



8) CAFÉ NO CAFÉ REGINA

Um bom café de coador deve ser encorpado e forte. E é no Café Regina que os clientes encontram o café pequeno (R$ 2,75) e o mini (R$ 1,75) bem quentinho. Além de ser um clássico, o lugar também vale: fica na esquina das ruas Barão de Jaguara e da Dr. Thomaz Alves, próximo do prédio centenário do Jockey Club.Nessa esquina você também vai poder voltar ao passado ao ver o túmulo do compositor Carlos Gomes. Se animar, vale pedir um dos minipastéis no balcão (sempre fresquinhos). Endereço: Rua Barão de Jaguara, 1302, Centro.

 

Não resisto! #café #amocafe #Campinas #caferegina

Uma publicação compartilhada por Renata Belzunces (@rebelzunces) em



9) LÁMEN NO JAPAPOP

Comida japonesa está bem na moda em Campinas - tem quase um restaurante do tipo por esquina na cidade. Mas nem todos fazem um bom lámen, uma combuca com macarrão e caldo de peixe que virou moda nos últimos anos. No Japapop, na rua Sacramento, o lámen é simples, caseiro e muito bom. É servido com ovo, carne de porco, broto de feijão, cebolinha e kamaboko, uma iguaria japonesa feita de massa ou pasta de peixe curtido (surimi) . A comida quente na culinária japonesa é muito rica em sabores e esquenta de verdade. O prato sai por R$ 19,90. Endereço: Rua Sacramento, 114, Centro.

 

Lamen

Uma publicação compartilhada por Julia Pupolin (@jpupolin) em



10) SORVETE DE NINHO TRUFADO DA SERGEL


Falar em comida tradicional de Campinas é a mesma coisa que falar em sorvete ninho trufado da Sergel. Não podia ficar fora da lista. De tão procurado, virou piada entre os campineiros, pois a fila para comprá-lo na sede da empresa, na Rua Padre Manuel Bernades, 953, no Taquaral, vira a esquina nos dias mais quentes. A verdade é que o sorvete é muito bom e bem doce, ótimo para comer depois de um almoço de domingo. Ele custa R$ 26 o pote de 2 litros e é preciso chegar cedo para encontrá-lo. Endereço: Rua Padre Manuel Bernades, 953 - Parque Taquaral. 

 

#sergel_sorvetes #sábado #leitinhotrufado

Uma publicação compartilhada por Sorvetes Sergel (@sergel_sorvetes) em

Mais do ACidade ON