Aguarde...

Colunistas

Chegada da primavera aumenta casos de alergias oculares

Estação é marcada pela liberação de pólen das flores que desabrocham nessa época

| Especial para ACidade ON

A oftalmologista Márcia Lúcia Marques (Foto: Divulgação)

Os casos de alergia ocular registram uma incidência maior com a chegada da primavera. Isso ocorre pois a estação é marcada pela liberação de pólen das flores que desabrocham nessa época essa substância é bastante alérgena e capaz de causar alergias oculares ou mesmo respiratórias.  

Uma das alergias mais comuns é a conjuntivite primaveral, que possui esse nome devido ao aumento na frequência dos casos alérgicos nesta época do ano. O problema costuma ser mais frequente em crianças, com picos variados dos 5 aos 15 anos, especialmente naqueles com histórico de alergias, como rinite e dermatites crônicas. 

Entre os sintomas mais comuns estão os olhos vermelhos, lacrimejamento, coceira intensa e alto desconforto com a claridade. Alguns casos também trazem sinais como coriza, desconforto nasal, espirros e coceira no céu da boca.  

O tratamento é feito com o uso de colírios específicos para o quadro alérgico, visando lubrificação ocular. Muitas vezes também é necessário o uso de medicamentos que modulam o sistema imunológico com medidas comportamentais, diminuindo a exposição da pessoa ao pólen e protegendo os olhos em lugares com grande quantidade da substância.  

Um tratamento tardio ou incorreto pode levar a lesões na córnea, como a ceratite e úlceras, que podem ainda formar cicatrizes e comprometer permanentemente a visão.  

Ao início de quaisquer sintomas, a recomendação é procurar um oftalmologista que identifique o tipo de conjuntivite alérgica e forneça o tratamento adequado.

Márcia Lúcia Marques é médica oftalmologista formada pela faculdade de medicina do ABC com mais de 15 anos de experiência. Especialista em glaucoma clínico e cirúrgico e neuroftalmologia. É doutora em neurooftalmologia e doenças neurodegenerativas, com estudos em doenças como esclerose múltipla, doença de Parkinson, ataxias e doença de Alzheimer

Mais do ACidade ON