Aguarde...

cotidiano

Coronavírus: Saúde diz que região terá 140 leitos de UTI

Número é considerado "muito bom" pelo prefeito de Campinas, Jonas Donizette

| ACidadeON Campinas

O secretário de Saúde, Carmino Antonio de Souza (Foto: Divulgação)

O secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, disse nesta quinta-feira (19) que a região terá pelo menos 140 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para tratar casos da covid-19, causada pelo novo coronavírus. Campinas confirmou três casos da doença, além de outras 127 suspeitas.

Desses, 35 serão na AME (Ambulatório Médico de Especialidades), que está tendo a construção finalizada no Parque Itália e que será o "hospital do coronavírus" em Campinas.  

LEIA MAIS 
Por recomendação, academias fecham as portas em Campinas
Valinhos confirma dois casos do novo coronavírus
Veja a cobertura completa sobre o coronavírus

"Por enquanto ainda não estamos precisando, mas é bem provável que vamos precisar. Se tudo correr como está agora, teremos a AME pronta em 10 ou 14 dias", disse Carmino, que participou de uma transmissão ao vivo com o prefeito Jonas Donizette nesta tarde.

Outros 59 leitos serão disponibilizados pelo Hospital de Clínicas da Unicamp. O restante estará nos hospitais Ouro Verde, Mário Gatti, PUC e outras instituições particulares que cederão leitos.

Jonas considera o número "muito bom". "São Paulo está tentando chegar a 500 leitos. Para uma população muito maior que a nossa. Então 140 para nossa região é um número para comemorar", disse Jonas.

Carmino disse ainda que, no pior dos cenários, cerca de 100 leitos de UTI seriam suficientes para tratar os pacientes com coronavírus em Campinas. 
 
Na região os leitos são na Santa Casa de Pedreira e no Hospital Augusto de Oliveira Camargo, de Indaiatuba.

Mais do ACidade ON