Aguarde...

cotidiano

Estado suspende convênios de merenda e transporte escolar

Serviços ficam suspensos junto com as aulas da rede estadual; medida ocorre por conta do avanço do novo coronavírus

| ACidadeON Campinas

Merenda e transporte escolar serão suspensos por conta do novo coronavírus (Foto: Divulgação/Governo do Estado de São Paulo) 

Com as aulas nas escolas estaduais suspensas gradualmente desde o começo da semana e a antecipação das férias de 150 mil professores da rede, o governo paulista também suspendeu todos os convênios de merenda e transporte escolar da área da educação do Estado.

A medida ocorre por conta do avanço do coronavírus. Isso porque São Paulo é o foco da epidemia no Brasil, com 286 casos e cinco das sete mortes registrada no país até esta quinta-feira (19). No Brasil, são 621 casos confirmados. Em Campinas são três.

A resolução que regulamenta esta suspensão foi publicada no Diário Oficial do Estado na quarta-feira e é válida a partir do dia 24 de março. Com isso, o Estado pagará os serviços prestados até o dia 23 de março, na próxima segunda-feira. Além disso, serão as próprias Diretorias de Ensino que deverão encaminhar a notificação aos municípios e empresas prestadoras de serviço para fazer valer o comunicado.

Em nota oficial, o governo estadual disse que a partir da semana que vem, as aulas estarão 100% suspensas por tempo indeterminado e não haverá atendimento ao público nesse período. Para garantir rotinas administrativas essenciais, como preservação do patrimônio, limpeza, pequenos reparos e gestão de financeira, serão mantidos funcionários e equipe gestora nas escolas.

Sobre a suspensão dos convênios, o governo informou ainda, por meio de assessoria de imprensa, que os serviços serão retomados assim que as aulas voltarem. Ontem, o Estado havia informado que estava analisando a questão do fornecimento de merenda para os estudantes mais vulneráveis. Porém, não informou nada sobre o assunto hoje.

Mais do ACidade ON