Aguarde...

cotidiano

Unip também adota trabalho remoto e libera gestantes e idosos

Universidade adotou medida por conta do coronavírus e diz que trabalho presencial é feito com mínimo de funcionários possível

| ACidadeON Campinas

A Unip de Campinas (Foto: Divulgação) 

A Unip de Campinas, bem como todas as unidades da rede, adotou também o trabalho remoto para os funcionários por conta do avanço do novo coronavírus. Além disso, liberou gestantes, idosos com mais de 60 anos, estagiários e aprendizes do trabalho. Além da Unip, a PUC-Campinas também adotou medida semelhante nesta quinta-feira (19), com home office e rodízio de trabalhadores. 

A universidade informou que o trabalho está sendo feito com o mínimo possível de colaboradores presencialmente e que adotou ainda medidas de prevenção, com a disponibilização de álcool em gel e de sabonete líquido nos banheiros. 

Também foram afixados cartazes nos murais do campus e foram publicadas orientações para toda a comunidade acadêmica no site da Unip, além de um vídeo informativo sobre o novo coronavírus. 

Sobre a liberação do trabalho, a informação é que isso ocorra até que a situação se normalize. Além disso, as aulas e atividades presenciais (pedagógicas, esportivas, culturais e de extensão) estão suspensas desde segunda-feira (16) e seguem assim até o dia 29 de março. 

Em Campinas, a doença já infectou três pessoas e há 127 casos em investigação. Nesta quinta, foram anunciadas mais medidas de atuação do governo municipal, como a possibilidade de fechamento de comércios e mais leitos SUS para o tratamento de pacientes com Covid-19. 

No Brasil, são 621 casos confirmados de Covid-19 e sete mortes. No Estado de São Paulo, maior foco da disseminação do vírus, são 286 casos confirmados e cinco mortes

Mais do ACidade ON