Aguarde...

cotidiano

Suspensão na Unicamp é prorrogada até 30 de abril

Decreto foi divulgado na tarde deste domingo; apenas atividades essenciais devem funcionar na universidade

| ACidadeON Campinas

Campus da Unicamp em Campinas. (Foto: Divulgação/Unicamp)
O prazo de suspensão das atividades presenciais da Unicamp foi prorrogado para 30 de abril em virtude da pandemia de coronavírus. Serão mantidas apenas as atividades absolutamente essenciais, como saúde.

O decreto, publicado na tarde deste domingo (22), vale para os campi de Campinas, Limeira e Piracicaba, e abrange as unidades de ensino e pesquisa, centros, núcleos e órgãos da Unicamp.  
 
LEIA TAMBÉM 
Vacinação contra gripe começa hoje; veja locais
Quarentena começa hoje em Campinas; veja o pode funcionar
Confira como ficam as linhas de ônibus a partir de segunda


De acordo com a universidade, a medida leva em consideração o Decreto Estadual, que prevê quarentena em todo o Estado de São Paulo, a fim de combater o avanço do vírus.

O prazo de suspensão, estabelecido de 23 de março a 30 de abril, pode sofrer alterações conforme evolução da situação da pandemia, informou a Unicamp. Essa é a segunda prorrogação da suspensão das atividades da universidade desde que começou o combate a epidemia.
 
Nesta segunda-feira (23), o Hospital de Clínicas da Unicamp inicia a suspensão de cirurgias eletivas, procedimentos e consultas ambulatoriais, que já havia sido anunciada na última semana. De acordo com a nova resolução, a instituição considera essencial as atividades de assistência de saúde, alimentação, serviços administrativos que garantem o funcionamento da universidade e suporte de TI. Os funcionários devem permanecer em quarentena durante o período ou realizar trabalho de home office.

Mais do ACidade ON