Aguarde...

cotidiano

Contra coronavírus, caminhões-pipa lavarão entradas de hospitais

Lavagem noturna será com detergente, desinfetante com cloro e água para evitar maior transmissão da covid-19; veja programação

| ACidadeON Campinas

Fachada do Hospital Ouro Verde (foto) será lavada periodicamente a partir desta terça (24) (Foto: Denny Cesare/Codigo19) 

Os principais hospitais de Campinas que estão em combate intenso contra o novo coronavírus - entre eles o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, o Hospital PUC-Campinas e os hospitais públicos Mário Gatti e Ouro Verde - receberão a partir desta terça-feira (24) uma lavagem em suas fachadas e calçadas.

No total, serão pelo menos 20 pontos de lavagem periódica contínua, sem prazo para o fim da operação. Nas fachadas, será passada uma mistura de água, detergente e desinfetante com cloro. Entre os pontos, estão também hospitais privados.

A iniciativa é da Secretaria de Serviços Públicos e da empresa terceirizada que coleta o lixo na cidade, a Renova.

Serão duas equipes, com cerca de oito pessoas e um caminhão-pipa em cada uma. Cada caminhão comporta 10 mil litros de água. Uma lavagem de teste foi feita na noite de ontem. Nesta terça, a primeira lavagem será a partir de 22h30 em 13 unidades, entre elas Ouro Verde e Mário Gatti (veja listagem abaixo).

De acordo com o secretário de Serviços Públicos, Ernesto Paulella, a medida já vem sendo adotada em outras cidades, como São Paulo e Brasília, e a limpeza tem efeito sanitário neste período de pandemia do coronavírus.  

Leia todas as notícias sobre coronavírus do ACidade ON Campinas

POR QUE?

A ação acontece para evitar que o novo coronavírus sobreviva por mais tempo em superfícies como calçadas e corrimãos. O vírus se espalha principalmente por meio de pequenas gotículas de secreções liberadas pelo nariz e pela boca.

Essas partículas pousam em outras pessoas, roupas e superfícies ao redor. Para evitar essa contaminação maior nos hospitais - locais de aglomeração de casos suspeitos - a Prefeitura de Campinas junto com o consórcio Renova decidiu realizar a limpeza.

Hoje, a lavagem já é feita, à noite, em frente à Catedral Metropolitana de Campinas e também na Rua 13 de Maio. Segundo o gerente geral do Consórcio Renova Ambiental, Eduardo Camargo, o cronograma da limpeza nos hospitais foi pensado justamente por conta dessa característica do vírus.

"O vírus fica na superfície por muito tempo, então a ideia é minimizar o impacto. Não conseguimos lavar a cidade inteira, mas pelo menos poderemos ajudar nesse fluxo nos hospitais", disse Camargo.

Segundo ele, a lavagem nas fachadas em todos os hospitais não será diária, por conta da distância entre as unidades de saúde, mas ocorrerá de três a quatro vezes por semana, no período noturno. Isso porquê há menos carros estacionados e menos movimentação de pessoas.

PROGRAMAÇÃO DESTA TERÇA-FEIRA (24)

EQUIPE 1
- Hospital Vera Cruz
- Hospital Beneficência Portuguesa
- Instituto Penido Burnier
- Maternidade de Campinas
- Hospital Santa Tereza

EQUIPE 2
- Hospital Samaritano
- Casa de Saúde
- Hospital Irmãos Penteado/Instituto do Coração
- Hospital Metropolitano
- Hospital Mário Gatti
- Hospital Unimed
- Hospital Ouro Verde

Mais do ACidade ON