Aguarde...

cotidiano

Jonas sobre Bolsonaro: "Não faz nada e fala que fazemos errado"

Prefeito de Campinas criticou o pronunciamento do presidente e pediu para que Bolsonaro assuma a responsabilidade pelo controle da pandemia

| ACidadeON Campinas

 

Jonas criticou a minimização do coronavírus pelo presidente da República (Foto: Prefeitura de Campinas)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), presidente da Frente Nacional dos Prefeitos, criticou nesta quarta-feira (25) o pronunciamento feito em rede nacional na noite de ontem pelo presidente Jair Bolsonaro. Jonas pediu para que Bolsonaro assuma a responsabilidade em meio à pandemia e que determine, via decreto, o que ele defendeu em rede nacional: que as escolas abram e que o comércio volte a funcionar.  
 
A fala do prefeito ocorreu na manhã de hoje durante live no Facebook onde ele divulgou novas medidas para o enfrentamento do coronavírus na cidade que tem hoje 10 casos suspeitos e investiga outros 308 (leia mais aqui).

"O que vimos foi o presidente culpabilizando prefeitos e governadores pelas medidas tomadas. É uma posição confortável, pois não puxa a responsabilidade para ele. Se ele concorda com o que disse, tem prerrogativa para anular as medidas que tomamos, mas não faz. Repudiamos a fala e acreditamos que o presidente tenha que assumir a responsabilidade. Se ele tem essa convicção, que coloque em papel e assine. É fácil não fazer nada e falar que estamos fazendo errado", afirmou o prefeito de Campinas.   
 
Jonas também ironizou a fala do presidente: "Ele voltou a chamar de gripizinha, resfriadinho. Só faltou falar mortezinha. Independente da idade não podemos ter essa insensibilidade com os idosos que a vida toda cuidaram da gente. E todos nós seremos idosos um dia", afirmou o prefeito.

LEIA MAIS  
Confira as últimas notícias sobre o coronavírus em Campinas e na região 
Prefeitura de Campinas confirma 10º caso de coronavírus 
Campinas registra panelaço durante fala de Bolsonaro
 

Jonas disse que a Frente dos Prefeitos emitirá nesta quarta (25) uma nota de repúdio sobre a declaração do presidente da República, e considera a posição de Bolsonaro inconsequente.  

"O que vemos é uma pessoa instável, e tudo que a gente menos precisa agora é instabilidade, alguém inclinado a agradar um determinado público. Ele não é qualquer pessoa que pode pra gravar videozinho assim, ele é o presidente", atacou.  Veja a fala no vídeo abaixo:


Confira a coletiva na íntegra neste link

MEDIDAS 

Sobre as medidas adotadas em Campinas, Jonas declarou que as ações foram definidas em conjunto com órgãos de saúde e orientações médicas para evitar a disseminação da doença, e tem ciência do prejuízo na economia. 

"É claro que estamos preocupados com economia, mas ninguém toma as medidas que tomamos com alegria. Tomamos por que estamos cientes que são necessárias, e reafirmamos a convicção nas nossas decisões".  

Jonas acrescentou que as medidas estão sendo tomadas em todo o mundo, e o Brasil não pode diminuir a gravidade da doença.

"Outros países estão tomando medidas nunca antes tomadas para fazer com que as pessoas suportem e atravessem esse momento".  

O prefeito de Campinas ainda acrescentou a repercussão negativa que a fala do presidente causou em outros países. "Duas horas depois do pronunciamento a embaixada americana pediu para que americanos se retirassem do Brasil. É uma fala vista como uma catástrofe", afirmou.

Mais do ACidade ON