Aguarde...

cotidiano

Campinas dará isenção de tarifa da água para famílias de baixa renda

As medidas são para reduzir os custos das famílias durante o período da pandemia de coronavírus

| ACidadeON Campinas

"
Prefeito divulgou as medidas nessa quarta-feira. (Foto: Código 19/Arquivo)

Campinas vai dar isenção da conta de água para as famílias de baixa renda e com consumo de até 10 metros cúbicos por mês. A informação foi divulgada na manhã desta quarta-feira (25) pelo prefeito Jonas Donizette (PSB), durante live no Facebook. Além dessa medida, a Prefeitura anunciou que para os demais consumidores residenciais, a cobrança será feita em cima da média dos gastos nos meses de março, abril e maio do ano passado.  

As medidas são para reduzir os custos das famílias durante o período da pandemia de coronavírus. Antes de anunciar as ações, o prefeito criticou o pronunciamento feito na noite de ontem pelo presidente Jair Bolsonaro (leia mais aqui). Campinas tem 10 casos confirmados da doença e investiga outros 308 casos suspeitos.

O prefeito afirmou que não vai deixar de cobrar o valor da tarifa de água dos moradores da cidade, mas que a Sanasa (Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento) vai analisar casos de consumidores com dificuldades financeiras individualmente para orientar sobre o pagamento.  
 
LEIA TAMBÉM 
Confira as últimas notícias sobre o coronavírus em Campinas e na região
Prefeitura de Campinas confirma 10º caso de coronavírus


ISENÇÃO

A cidade concentra cerca de 77 mil pessoas classificadas como de baixa renda que a medida de isenção vai atingir. O prefeito afirmou que a medida atinge também as ligações coletivas que são aquelas que tem uma ligação que serve várias residências. Essa ação, ainda segundo o mandatário, vai custar cerca de R$ 500 mil por mês para a Sanasa.

A isenção começa no próximo dia 30 de março e vai valer para os meses de abril, maio e junho. Os consumidores receberão a fatura do próximo mês, no dia 27 de abril,  já com a isenção. A fatura deste mês de março deve ser paga.  

"A medida vai beneficiar os mais pobres. Mas pedimos para as pessoas fazerem o uso consciente. Além disso, essa medida é para garantir a higiene das pessoas que moram em favelas, lugares carentes para o combate ao coronavírus", afirmou Jonas.

CONGELAMENTO

Em relação a segunda medida que afeta as demais residências a intenção é também auxiliar nesse momento de crise. Segundo Jonas, o consumo no mês de março, com as pessoas em casa em quarentena, subiu muito em relação ao mesmo mês do ano passado.   

"Por isso achamos mais justo, nesse momento de crise, cobrar em cima da média do consumo desses três meses do ano passado. Assim, não aumenta tanto para as pessoas que já estão em dificuldade financeira", afirmou o prefeito. A média deve ser feita usando o consumo dos meses de março, abril e maio do ano passado.

Porém, ele alertou que o equipamento de cada residência vai continuar marcando e vai ter um acúmulo que depois do momento de crise será cobrado das residências. Ele ainda não sabe como será cobrado esse excedente, mas deve ser parcelado em até 36 vezes.

"Se falar que não vou cobrar, o consumo explode. Já os comércios entendo que com a maioria fechado, não tem gasto e por isso não entra na medida", explicou.  

"Usem água no limite da responsabilidade. Deem prioridade para isso. A água é essencial. As medidas são comedidas e necessárias para um momento como esse, vai gerar perda de receita para Sanasa, mas não vai impactar no fornecimento", terminou.  
 
ÁGUA BOA  
 
Durante o pronunciamento da medida o prefeito ainda afirmou que a água de Campinas pode ser tomada diretamente da torneira devido a sua alta qualidade. "Se você tem torneira que a água vem direto da rua, pode pegar a água e tomar. Nossa água é uma das melhores do Brasil. Isso vai fazer você economizar. Mas se você tiver caixa d´água aconselho usar filtro porque ao entrar na caixa ela vai acabar pegando sujeira. Na Europa não exite caixa d´água porque é proibido. Aqui no Brasil por causa do histórico de falta de água acabou criando esse costume". 

O prefeito também afirmou que todas as manutenções sem a extrema urgência da Sanasa serão suspensas no período, só serão realizados os reparos urgentes. 

Mais do ACidade ON