cotidiano

Especial coronavirus

Rodoviária tem queda de 87% na movimentação de passageiros

Nos últimos dias a rodoviária está praticamente vazia.

| ACidadeON Campinas -

Movimento reduzido na rodoviária de Campinas. (Foto: Reprodução EPTV)

A crise que gira em torno do coronavírus afetou diretamente o movimento das viagens em Campinas. A movimentação de passageiros caiu muito no Terminal Intermodal Ramos de Azevedo, a  rodoviária de Campinas, e também no aeroporto Internacional de Viracopos. 

Nos últimos dias a rodoviária está praticamente vazia. Lá, a queda na movimentação de passageiros chegou a 87%. Antes da crise da pandemia passavam pelo local cerca de 40 mil pessoas por dia. Agora são cerca de 5,2 mil diariamente.  
 
LEIA TAMBÉM 
Confira as notícias sobre o coronavírus em Campinas e na região
Covid-19: sobe para 27 número de casos confirmados em Campinas
Bom Prato terá janta e refeições durante o fim de semana
Psicóloga dá dicas de como lidar com a quarentena


A reportagem da EPTV Campinas esteve no local na manhã de hoje (30) e conferiu que alguns guichês de empresas de ônibus informaram que não há viagem para o Rio de Janeiro e nem para Santa Catarina. Mas as empresas não souberam informar se é restrição ou porque as rodoviárias dessas cidades estão fechadas.  

 A Socicam, empresa responsável pela administração do terminal, foi procurada pela reportagem mas ainda não retornou as solicitação.

No aeroporto de Viracopos também teve queda no movimento. Lá, a redução foi de 75%. Hoje começou a restrição de voos internacionais.  

No terminal aéreo antes da crise, o movimento era de 300 voos por dia e com a queda, passou a ter 75 por dia, entre chegadas e partidas. 

O único voo internacional que continua sendo operado no terminal de Campinas é o de  Orlando nos EUA. Que passou a ser semanal e para repatriar brasileiros que estão fora do país. 

Publicidade