Aguarde...

cotidiano

Campinas confirma primeira morte por coronavírus

A vítima é um idoso de 86 anos e morava em uma casa de repouso; cidade tem 33 casos confirmados

| ACidadeON Campinas

Jonas confirmou a primeira morte por coronavírus (Foto: Reprodução) 

A Prefeitura de Campinas confirmou nesta segunda-feira (30) o primeiro óbito por coronavírus na cidade. Além disso, os casos confirmados subiram para 33 ocorrências. Até esta manhã, eram 27. A Secretaria de Saúde ainda apura outros 550 casos suspeitos - 71 ocorrências já foram descartadas.  
 
A vítima é um idoso de 86 anos que morava em uma casa de repouso. Segundo informou o prefeito Jonas Donizette (PSB), ele tinha outros problemas de saúde. O prefeito realizou uma transmissão ao vivo para falar sobre o caso nesta tarde em sua página no Facebook.

Segundo dados da Secretaria de Saúde, dos 33 confirmados, um é o idoso que morreu. Dos outros 32, cinco estão internados, sendo três em estado grave. Os demais estão bem, em isolamento e sendo acompanhados pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde).    
 
Segundo informou a Prefeitura, a maioria dos casos está na faixa etária de 20 a 49 anos. Os casos mais graves são de pessoas acima de 60 anos. 

VISITAS PROIBIDAS 

A vítima foi internada com pneumonia enquanto estava em uma casa de idosos. Depois que saiu do hospital, ele foi direto para a casa da família e não mais retornou ao local. Ele passou mal no domingo, internou novamente e morreu nesta madrugada. O resultado do exame, feito no Hospital Albert Einstein, levou menos de 12 horas para confirmar a causa.

Segundo o Devisa, o local recebeu visitas e cada morador está sendo avaliado. "O período de contato não condiz com o tempo em que estava na casa de repouso, mas vamos ficar em cima mesmo assim", afirmou a diretora do Devisa, Andrea Von Zuben.

Nesta terça-feira (31), a Prefeitura vai publicar um decreto proibindo visitas em casas de repouso.  Segundo Andrea, localidades assim foram responsáveis por boa parte dos óbitos na Itália. 

SUSPEITO

A Prefeitura de Campinas também confirmou um boato que está circulando nas redes sociais. A morte de um médico de 62 anos que está sendo investigada como tendo sido causada pelo coronavírus.

"Este caso tem uma particularidade. O médico assinou um documento dando alta para ele mesmo e acabou falecendo. Ainda não está confirmado, mas tudo leva a crer que sim (é covid-19)", disse Jonas.

Mais do ACidade ON