Aguarde...

cotidiano

Unicamp faz sinalizações para atendimento de covid-19

Faixas foram instaladas para facilitar o acesso a pacientes com suspeita da doença

| ACidadeON Campinas

Faixas foram colocadas para sinalizar atendimento (Foto: Denny Cesare/Código19)
A Unicamp (Universidade de Campinas) sinalizou nesta quinta-feira (2) os locais de atendimento aos pacientes com suspeitas de covid-19. A medida foi realizada com colocação de faixas dentro e fora da universidade, para facilitar o acesso ao pronto-atendimento e orientando os pacientes com sintomas similares da doença.  

Nas faixas, a recomendação é que os pacientes que procurem o HC (Hospital de Clínicas) com falta de ar, febre, tosse seca ou dor de garganta, procurem diretamente a estrutura externa de tendas, que foram montadas especificamente para atendimento de pessoas com sintomas gripais, que podem ser portadores do novo vírus. As faixas ainda diferem do atendimento à menores de 14 anos ou gestantes, que serão atendidos separadamente.   

LEIA MAIS  
Covid-19: exames no HC ficarão prontos em até 48 horas  
Unicamp fará 180 mil testes para diagnóstico da covid-19 
Pesquisadores da Unicamp desenvolvem teste para diagnóstico

Até esta sexta-feira o HC contava com 17 pacientes em leitos de isolamento com suspeita de covid-19, destes, cinco são crianças com até 4 anos. Atualmente o hospital dispõe de 20 de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva)  adultos e outros 20 infantis, destinados aos pacientes graves com suspeita ou infectados pelo vírus. Em Campinas há 53 pacientes confirmados da doença, e outros 796 em investigação.  

O direcionamento das faixas vai ao encontro das três tendas externas, que são usadas para a triagem de pacientes. A medida que começou a valer a partir do ultimo dia 23, e foi criada para evitar a aglomeração de pessoas dentro das unidades de saúde e segurar o proliferação do coronavírus.  

Na última quarta-feira (1), a Unicamp foi habilitada pelo Instituto Adolfo Lutz para a realização de diagnósticos do coronavírus. A princípio, a capacidade da universidade é realizar 300 testes por semana, e devem ficar prontos em até 48 horas. Após a autorização, a Prefeitura de Campinas anunciou que deve firmar uma parceria com a Unicamp, para fornecimento de cerca de 10 mil exames, que devem ser feitos pela universidade.  



Mais do ACidade ON