Aguarde...

cotidiano

Casal se recupera de coronavírus e sai aplaudido de hospital

Casados há 42 anos, José Roberto e Eunice Reducino ficaram internados em isolamento juntos por cerca de 10 dias

| ACidadeON Campinas

José Roberto e Eunice durante a viagem para Fortaleza (Foto: Arquivo pessoal)

Um casal de idosos se curou da infecção causada pelo novo coronavírus (covid-19) depois de passar dez dias internado em um hospital de Campinas. Eles passaram por isolamento hospitalar juntos e receberam alta no último sábado (4). 

Mesmo sendo portadores de doenças crônicas e fazerem parte do grupo de risco, José Roberto e Eunice Reducino, de 64 e 63 anos respectivamente, conseguiram se curar da doença. Casados há 42 anos, eles afirmaram que o amor de um pelo outro foi essencial para encarar os sintomas e o medo que a doença traz.  

O escriturário aposentado começou a apresentar sintomas depois de uma viagem que fez com a esposa para Fortaleza entre o fim de fevereiro e o início de março. "Andamos por tudo quanto é lugar por lá, sem proteção nenhuma. A gente ainda não tinha ideia dos riscos", contou. "Então foi um susto chegar no aeroporto ver todo mundo de máscara, inclusive dentro do avião". 

INTERNAÇÃO

Dias depois do retorno a Campinas, Roberto começou a apresentar sintomas como mal-estar, febre, cansaço, falta de apetite e falta de ar. Ele deu entrada no Vera Cruz Casa de Saúde no dia 22 de março e foi internado como um caso suspeito em seguida. Ele passou quatro dias em isolamento, sozinho.  

No dia 25 de março, a esposa deu entrada no hospital. A princípio ficaram isolados em quartos separados, mas com a confirmação de que ela também estava com coronavírus a equipe médica decidiu colocá-los em um mesmo quarto.

Apesar dos sintomas dolorosos, como febre, calafrios e dores, passar por este momento juntos os ajudou a encarar a situação. "Eu olhava pra ela, ela olhava pra mim, me incentivava, tinha hora que ela piorava e eu cobria ela. [Passar por isso juntos] foi uma das melhores coisas que o hospital fez por nós", avaliou Roberto. "Sozinho a gente fica com aquele medo da morte, mas estando junto a gente consegue encarar a situação. Eu falava pra ela que a gente ia sair dessa e a gente saiu", disse.   


Bruno Araújo, diretor médico do Vera Cruz Casa de Saúde, explica que foi necessário aguardar os resultados de Eunice antes de isolá-los em um mesmo quarto. Segundo o médico, seria muito arriscado deixá-los juntos antes disso, já que o exame para coronavírus de Eunice poderia retornar negativo. 

Araújo explica que, apesar de nenhum dos dois ter sido internado na UTI (Unidade de Terapia Intensiva), o quadro deles não foi brando. "Foi no limite para uma internação na UTI", explicou.  

O médico também vê o carinho de um pelo outro como um grande auxílio para a cura. "Apesar do tratamento e tudo que a medicina tem a oferecer, o amor deles e o carinho um pelo outro foi muito importante para o tratamento", disse. 

Roberto e Eunice seguem em quarentena domiciliar e monitorados pela equipe técnica do hospital. Durante este período, o filho do casal leva alimentos e os deixa na porta da residência em que eles moram. 

COMOÇÃO   

O casal recebeu alta no sábado. Eles gravaram uma mensagem agradecendo toda a atenção e carinho que receberam na equipe médica e a saída deles foi celebrada por profissionais do Vera Cruz Casa de Saúde. VEJA O VÍDEO:


CORONAVÍRUS EM CAMPINAS 

Campinas confirmou a 4ª morte por coronavírus nesse sábado (4). A vítima é uma mulher de 71 anos que apresentava comorbidades. A cidade também tem 65 casos confirmados, 100 descartados e 829 em investigação. Na última quarta-feira (1º), duas mulheres foram as primeiras a se curarem da doença em Campinas. Confira a situação de cada cidade da RMC (Região Metropolitana de Campinas) neste link

Mais do ACidade ON