Aguarde...

cotidiano

Solidariedade: restaurante de Campinas faz marmitas para doação

Restaurante já doou cerca de 1,5 mil refeições para profissionais da saúde e comunidades de baixa renda

| ACidadeON Campinas

Restaurante decidiu fazer refeições para doação (Foto: Reprodução de vídeo/ EPTV)

A equipe de um restaurante de Campinas decidiu montar marmitas para doação durante o período de pandemia do novo coronavírus. Com portas fechadas e vendas reduzidas por causa da quarentena, o restaurante resolveu mobilizar a equipe, e usar o tempo livre para montar refeições para distribuição na cidade, sendo mais um exemplo de solidariedade durante a crise sanitária.  

As marmitas feitas pelo restaurante são entregues para profissionais de saúdes, em hospitais como o HC (Hospital de Clínicas da Unicamp), e ainda para comunidades e famílias de baixa renda. Desde que começou, a iniciativa já distribuiu cerca de 1,5 mil refeições.   

LEIA TAMBÉM:  
Exército de anônimos ajuda a superar impactos da pandemia
 
Empresária cria varal solidário no Taquaral e inspira moradores 
Rede de solidariedade se forma em meio à pandemia

Segundo o proprietário do restaurante, Leandro Fogaça Kaikali, a iniciativa surgiu para tentar usar o período de crise, para fazer uma boa ação.  

"Estávamos angustiados, com operação extremamente reduzida, e ai surgiu a ideia de aproveitar a disponibilidade para distribuir refeições porque muitas pessoas vem passando por dificuldades nesse momento, então por que não apoiarmos? Conversei com a equipe e todos concordaram com o projeto", declarou.  

O proprietário ainda afirmou que o projeto ganhou apoio nas redes sociais, com adesão de voluntários que se quiseram ajudar. " A família está ficando cada vez maior, com isso o projeto ganha cada vez mais força", afirmou. 

O chef do restaurante, Thomas Herbert Salaar, diz que iniciativa gerou reflexão entre os funcionários. 

"Faz a gente pensar, dar valores novos a nossas ações e até as coisas do nosso dia. É gratificante poder ajudar. Estamos no grupo de pessoas que podem trabalhar então é gratificante não ficar parado e fazer algo para as pessoas", disse.

Mais do ACidade ON