cotidiano

Especial coronavirus

Covid-19: motoristas serão abordados nas ruas de Campinas

Jonas Donizette (PSB) informou que a ação é educativa e será feita pela GM, agentes da Emdec e PM

| ACidadeON Campinas -


GMs abordam motoristas na entrada de Campinas. (Foto: Denny Cesare/Código 19)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), afirmou, durante a live no Facebook desta quinta-feira (16), que o Poder Executivo irá abordar os motoristas nas ruas do município como mais uma medida de combate à pandemia da covid-19. Por enquanto, segundo ele, a medida é apenas educativa.

De acordo com Jonas, ele próprio tem tido a percepção de que aumentou o número de veículos nas ruas da cidade.

Os índices de isolamento em Campinas estão em queda desde que a Prefeitura decretou a quarentena na cidade, com fechamento de estabelecimentos considerados não essenciais, em 23 de março.

"Eu vou começar a pedir para Guarda Municipal e agentes da Emdec, além da Polícia Militar, sempre com o critério da educação, a abordar carros na rua e tentar convencer as pessoas a ir para a casa", disse. A GM já vinha fazendo um trabalho de observação de motoristas e a abordagem aos mais idosos (grupo de risco da doença) em pontos de entrada da cidade como a Avenida Prestes Maia. 

Em Campinas, a taxa de isolamento nunca chegou sequer a 60% - os índices mais altos foram 59%, nos dias 29 de março e 5 de abril. A mais baixa, 46%, foi registrada em 9 de abril.

O secretário de Saúde de Campinas, Carmino de Souza, diz que vê os números com preocupação. "Se houve queda significa que a população está sem ânimo, sem confiança. E isso vai refletir daqui a duas ou três semanas", disse.  

Também nesta quinta, Jonas disse que determinou à Emdec que multe motoristas que participarem de carreatas contra o isolamento - há um protesto do tipo marcado para o próximo domingo (19). "Se fizer carreata, vou multar por desobediência civil. Em oito anos de governo, foram inúmeros protestos e em nenhum deles me posicionei contra. Mas agora é outra situação. Se fizer agora, pode esperar a multinha no fim do mês. Não é ameaça, é constatação", afirmou o prefeito.

CASOS

A Prefeitura de Campinas confirmou mais dois óbitos por coronavírus na tarde desta quinta-feira. Agora, já são sete óbitos provocados pela doença na cidade. Além disso, os casos confirmados subiram de 138 para 152 ocorrências.

Mais notícias


Publicidade