cotidiano

Especial coronavirus

Campinas tem mais duas mortes por covid-19; são 10 no total

Novos dados divulgados nesta quarta-feira (22) mostram ainda aumento no número de casos confirmados

| ACidadeON Campinas -

Tudo sobre o coronavírus na nossa região e no Brasil

A Prefeitura de Campinas confirmou no começo da tarde desta quarta-feira (22) mais duas mortes pelo novo coronavírus na cidade. Agora, são 10 os casos de pacientes que morreram devido à doença, que atinge principalmente o sistema respiratório.

As vítimas são um homem de 84 anos, que morreu no dia 19 de abril. Ele tinha doenças prévias e faleceu em um hospital privado. A segunda vítima é uma mulher de 74 anos que morreu no dia 20 de abril e também estava internada em hospital privado. Ela não possuía comorbidades.  

LEIA MAIS 
Prefeitura volta atrás e uso de máscaras é apenas "recomendado"
Estilista de Campinas cria "porta-máscara" de luxo contra covid-19
Reabertura considerará setor mais vulnerável e riscos à saúde

O número de casos confirmados também subiu em Campinas do dia 20 até hoje. São 199 pessoas com a doença diagnosticadas. O aumento é de 12,4%, comparado com o último levantamento divulgado, quando Campinas tinha 177 casos.

Entre os 199 casos confirmados, 104 já se recuperaram, segundo a Prefeitura de Campinas. Outras 21 pessoas estão internada e o restante - 74 - em estão em isolamento social em suas casas. Há ainda outros 34 óbitos em investigação - é a primeira vez que o governo municipal divulga essa informação.

Os casos em investigação tiveram a segunda redução consecutiva. Na última segunda, eram 986 e agora são 512. A queda é de 48%. No comparativo dos dois balanços anteriores, a queda foi de 8,8% (eram 1.082 e foram para 986).

Segundo o prefeito Jonas Donizette (PSB), isso é fruto da aceleração dos testes, após a compra de kits pelo governo estadual. Aumentou também o número de casos descartados, de 420 para 892.

Segundo a Prefeitura, a diferença no número de casos descartados e em investigação refere-se ao recebimento de resultados de exames liberados pelo Instituto Adolfo Lutz. Os exames estavam acumulados e os resultados, inclusive de amostras enviadas há mais de 30 dias, estão saindo juntos.

Mais notícias


Publicidade