Aguarde...

cotidiano

Jonas diz que proposta do governo federal é sórdida

Segundo O Globo, a ideia do governo federal de usar socorro a estados como moeda de troca a apoio para reabertura gradual da economia

| ACidadeON Campinas

Jonas Donizette (PSB) se pronunciou em seu Twitter (Foto: Divulgação) 

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB), presidente da FNP (Frente Nacional de Prefeitos) classificou como sórdida a ideia do governo federal de usar o socorro a estados como moeda de troca a apoio para reabertura gradual da economia.

Segundo matéria publicada neste sábado (16), pelo jornal O Globo, o governo quer usar a negociação em torno do pacote de socorro aos estados como moeda de troca para montar uma ação coordenada com os governadores.

Segundo a reportagem do jornal, o objetivo é iniciar a abertura gradual da economia a partir do próximo mês de junho.

"A simples cogitação de condicionar a sanção ao auxílio a estados e municípios à flexibilização do isolamento é sórdida. Negociações sobre não reajustes fomos a favor pois é também momento de austeridade", afirmou Jonas em seu Twitter.

A reportagem diz que, num primeiro momento, a abertura da economia não seria linear. Começaria nos municípios menos atingidos pela covid-19 e com normas sanitárias definidas.

"Além disso, o PLP não previa nada disso. O governo federal parece querer tripudiar com o trabalho sério de prefeitos e governadores e com a vidas dos brasileiros", continuou Jonas.

O Globo informou que a negociação com os estados começa nos próximos dias. Na quinta-feira, o presidente anunciou que terá uma reunião por videoconferência com os governadores.

"Mas sobre a vida não há o que barganhar. O isolamento não é uma decisão fácil, é uma imposição sanitária, uma prerrogativa constitucional de prefeitos e governadores ratificada pelo STF", finalizou Jonas. 

Comentários foram feitos na manhã deste sábado (Foto: Reprodução)

Mais do ACidade ON