Aguarde...

cotidiano

Campinas já tem 738 pessoas curadas da covid-19

Número de pessoas que tiveram novo coronavírus e se curaram foi divulgado nesta terça-feira (19) pela Prefeitura de Campinas

| ACidadeON Campinas

Paciente Nicole teve alta no dia 6 de maio no Hospital Municipal Ouro Verde, em Campinas (Foto: Alle Barbi/PMC) 

Ao menos 738 pessoas já se curaram do novo coronavírus em Campinas, segundo dados da Prefeitura. Os pacientes são aqueles que contraíram a doença, fizeram o teste para confirmar a infecção, se trataram e foram curados. No entanto, o número pode ser maior devido à subnotificação - já admitida pela Secretaria de Saúde da cidade e que ocorre principalmente na periferia.

Os dados de pessoas curadas foram divulgados nesta terça-feira (19) em live do prefeito Jonas Donizette (PSB). No balanço epidemiológico de hoje, foram confirmados ainda mais uma morte pela covid-19 - um homem de 79 anos com doenças prévias - e mais 64 casos confirmados da doença (total: 967).

Os pacientes que têm a confirmação do novo coronavírus precisam passar por um teste - rápido ou PCR - para verificar a existência do vírus no organismo. Isso ocorre porque parte da população é assintomática à doença.  

LEIA TAMBÉM: Campinas terá feriadão entre os dias 25 e 27 de maio

Além disso, o vírus pode ficar incubado por até duas semanas (14 dias) a partir de quando a pessoa se infectou. Assim, uma pessoa que teve contato com um doente pode demorar até 14 dias para apresentar sintomas. Na maioria dos casos, os sintomas aprecem em torno de 5 a 6 dias, de acordo com a Prefeitura de Campinas.

Caso haja contato com alguém que tem covid-19 ou é suspeita da doença a orientação é, primeiramente, manter as orientações para prevenção de contágio. Caso apresente sintomas, ligue 160 Disque Saúde ou entre em contato com o serviço de saúde.

SINTOMAS


Os sinais e sintomas são respiratórios, semelhantes aos de um resfriado comum. Os principais são febre acima de 37,8°C; tosse e dor de garganta. Em casos mais graves, podem ocorrer dificuldade para respirar ou falta de ar; dor persistente ou pressão no tórax (peito); confusão mental e prostração (apatia); tontura e lábios ou face arroxeados.

Mais do ACidade ON