Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Hospital de Campanha tem 66,6% de leitos ocupados

Unidade, montada há cinco dias no Parque Itália, é voltada para pacientes de média complexidade e tem, hoje, 36 leitos

| ACidadeON Campinas

Hospital de Campanha está com 25 pacientes internados com covid-19 (Foto: Carlos Bassan/PMC) 

*Esta matéria foi atualizada às 19h22, uma vez que o número de pacientes internados foi alterado de 25 para 24 pela Prefeitura de Campinas 

O Hospital de Campanha de Campinas, que começou a funcionar há cinco dias, já está com 66,6% dos leitos ocupados por pacientes com covid-19. A unidade foi instalada no Parque Itália e é voltada para leitos de retaguarda - pacientes de menor complexidade.

Hoje, segundo o presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta, 24 leitos de um total de 36 já estão ocupados. Nas próximas semanas, segundo ele, mais 18 leitos devem ser operacionalizados na unidade, montada emergencialmente para atender casos de coronavírus. Hoje, Campinas passou dos mil casos confirmados da doença, além de registrar 44 óbitos.

"Esse número pode chegar a 114 (leitos). Esta unidade é uma unidade de retaguarda hospitalar. São pacientes que já estão estabilizados, sem doenças que agravam o coronavírus", explicou o médico.  

LEIA TAMBÉM
Covid-19: moradoras de lar para idosos em Americana testam positivo
Unicamp recebe testes e robô para diagnósticos de covid-19
Rodízio de veículos em Campinas deve ficar para junho

Ele disse ainda que cerca de 5% dos pacientes com covid-19 são pacientes mais graves e que requerem internação. "Para isso, definimos um protocolo. Os pacientes que em estatificação, acompanhados para identificar o grau da patologia, e principalmente os não estáveis, ficam internados no Mário Gatti e Ouro Verde. O restante, têm o perfil para internação no Hospital de Campanha".

A estrutura do Hospital de Campanha foi montada em 20 dias e contou com a colaboração dos Patrulheiros de Campinas, que cedeu o espaço físico, e da ONG EDS (Expedicionários da Saúde), que realizou a montagem da estrutura e cedeu a maior parte dos mobiliários e equipamentos. Já a gestão é municipal em parceria com instituições filantrópicas. A princípio, o Hospital de Campanha irá funcionar por 90 dias, mas esse prazo pode ser estendido.

Mais do ACidade ON