Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Jonas anuncia novos leitos; 30% dos casos são profissionais da saúde

O prefeito também afirmou que em Campinas 30% dos casos confirmados para covid-19 são profissionais da saúde e que o hospital de campanha já está lotado

| ACidadeON Campinas

Campinas terá novos leitos para covid-19. (Foto: Denny Cesare/Código 19)

O prefeito Jonas Donizette (PSB) anunciou na manhã deste sábado (23) mais 36 novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) em Campinas exclusivos para pacientes com covid-19 na rede pública. Serão 30 no Hospital Mário Gatti e seis na Casa de Saúde.  

O anúncio foi feito durante uma live em suas redes sociais para a divulgação dos números e falar das medidas de combate a pandemia. Diferentes das últimas lives, Jonas fez a divulgação sozinho, em seu gabinete.   

Campinas soma hoje 1.183 casos confirmados e 53 mortes. O prefeito também afirmou que, em Campinas, 30% dos casos confirmados para covid-19 são profissionais da saúde. Ele também afirmou que o hospital de campanha já está com lotação (leia mais abaixo).

LEITOS NOVOS

Os leitos começam a operar já na próxima semana. Também serão abertos 82 novos leitos: 12 no hospital da PUC-Campinas, 13 na Santa Casa, 12 na Casa de Saúde, 18 no hospital de campanha e 27 na Beneficência Portuguesa. "Conforme a gente percebe que está aumentando a ocupação a gente coloca mais leitos"   
 
LEIA TAMBÉM 
Knobel estuda adiar vestibular da Unicamp, junto com USP e Unesp
Operação na região do Ouro Verde fecha 12 comércios


"Já haviam sido abertos 36 leitos no hospital de campanha. Se vocês se recordarem, eu recebi muita crítica que estava fazendo um hospital que estava vazio. O hospital de campanha está cheio, já está praticamente cheio e isso aconteceu em um estalar de dedos. Se a gente demorasse, dois, três dias a mais nos iriamos ter problemas", afirmou Jonas. 

O prefeito explicou que o custo diário de um leito de UTI é de R$ 2.460,98 e de um leito simples é de R$ 998 por dia.

"Esses leitos de hospitais privados são comprados pela Prefeitura que paga para UTI por dia R$ 2.460,98. Não é barato e por isso a gente tem falado desse dinheiro do Ministério da Saúde que precisa chegar o quanto antes para as cidades. Porque é mais caro do que um hotel cinco estrelas".

Além desses leitos, na semana passada já havia sido criado 48 leitos de UTI exclusivo para covid-19: 12 no Hospital da PUC-Campinas, oito na Casa de Saúde, 10 na Santa Casa, 15 no Hospital Ouro Verde e três no Mário Gatti.   
 
"Conversei também com o vice-governador Rodrigo Garcia e solicitei ajuda financeira que tínhamos no ano passado do Estado de R$ 2,5 milhões por mês, mesmo sem ter covid, para a manutenção dos hospitais Mário Gatti e Ouro Verde. Esse convênio acabou em dezembro e nós não tivemos a renovação. Eu obtive o compromisso do vice-governador que nos vamos receber não só daqui para frente como que também vão pagar o atrasado", afirmou Jonas.

PROFISSIONAIS DA SAÚDE  

O prefeito afirmou que em Campinas 30% dos casos confirmados para covid-19 são profissionais da saúde. "Recebi uma estatística de que 30% dos casos confirmados por covid-19 são trabalhadores da saúde", disse.  

"Nossos funcionários da saúde estão sendo pessoas muito valentes. E estão cumprindo seu dever. Além do trabalho, elas estão mais expostas e em Campinas, nos temos tido todo o cuidado com a questão de proteção individual", afirmou.  
 
OUTROS PONTOS 

O prefeito também afirmou que comprou 25 leitos em instituições de longa permanência para pessoas que "moravam" nos hospitais e tinham condições de ter alta médica. E também fez a renovação do convênio com o Cândido Ferreira onde foi incluído por seis meses a ampliação do serviço do consultório na rua, que atende moradores de rua, para os finais de semana e feriados. Antes da pandemia, os serviços funcionavam de segunda a sexta-feira.  


Mais do ACidade ON