Aguarde...

cotidiano

Campinas chega a 78 mortes e 89% das UTIs do SUS ocupadas

Além disso, a Saúde confirmou mais 121 casos, chegando a 1.735 ocorrências pelo coronavírus

| ACidadeON Campinas

Tudo sobre o coronavírus na nossa região e no Brasil 

A Prefeitura de Campinas anunciou, na tarde desta segunda-feira (1º), que foram registradas mais três mortes por coronavírus - agora a cidade soma 78 óbitos. Além disso, a taxa de ocupação de leitos de UTI SUS está em 89%.

Segundo a Secretaria de Saúde, a primeira vítima é uma mulher de 64 anos e com comorbidade. Ela morreu no dia 29 de maio em uma hospital privado da cidade.

Um homem de 90 anos foi o segundo registro. Com outras doenças, ele morreu no sábado. Por fim, uma mulher de 57 anos, sem comorbidades, morreu no domingo em um hospital privado.

Além disso, a Saúde confirmou mais 121 casos, chegando a 1.735 ocorrências. Ainda há 21 óbitos em investigação e 1.342 pessoas se recuperaram da doença. 

Foi o segundo boletim com atualização de casos emitido nesta segunda. Mais cedo, duas mortes pela doença já haviam sido confirmadas.

TAXA DE INTERNAÇÃO

Nesta segunda-feira (1º), a taxa de internação de Campinas está em 89% no SUS (Sistema Único de Saúde), sendo leitos gerais e covid-19, segundo dados da Prefeitura de Campinas. Já na rede particular, a taxa de ocupação é de 75%. O HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp está funcionando desde o final de semana com lotação máxima.

O boletim com as informações mostra ainda a taxa de ocupação de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) somente para coronavírus. No SUS municipal, 71 leitos estão ocupados (92%) e oito livres. Já no SUS Estadual (Sendo a AME e a Unicamp), 35 leitos estão ocupados (85%) e seis, livres.

Por fim, na rede particular, 68 leitos estão ocupados (76%) e 22 estão livres. Na última semana, a lotação da Campinas chegou a ter a maior taxa de ocupação de leitos SUS de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo), com 90% - o maior índice atingido desde o início da pandemia.

Mais do ACidade ON