Aguarde...

cotidiano

Força-tarefa interdita 3 e multa 14 comércios em Barão Geraldo

Força-tarefa fiscalizou 72 estabelecimentos em Barão Geraldo nesta quarta-feira

| ACidadeON Campinas

Força-tarefa fiscalizou 72 estabelecimentos em Barão Geraldo (Foto: Denny Cesare/Código 19)

Três estabelecimentos foram interditados e 14 multados, nesta quarta-feira (24), por uma fiscalização da Prefeitura de Campinas no distrito de Barão Geraldo.

A força-tarefa foi coordenada por diversas entidades do governo municipal e teve como objetivo fiscalizar se os comércios essenciais cumpriam as medidas da Vigilância Sanitária, durante este novo fechamento do comércio na cidade.  

LEIA TAMBÉM 
Comércio de Campinas volta a fechar hoje após alta da covid-19
 
Campinas tem mais 17 mortes; total chega a 253

Campinas fechou as portas do comércio não essencial pela segunda vez nessa segunda (22). Esta foi uma nova medida da administração para conter os avanços do novo coronavírus, uma vez que o número de casos continua a crescer no município.

FISCALIZAÇÃO

Ao todo, 72 estabelecimentos foram fiscalizados. A força-tarefa foi coordenada pela Vigilância Sanitária do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Procon (Departamento de Proteção ao Consumidor), Setec (Serviços Técnicos Gerais), Seplurb (Secretaria de Planejamento e Urbanismo), Guarda Municipal e Defesa Civil.

Seis equipes da operação percorreram regiões de concentração de comércio de Barão Geraldo. Os motivos para as autuações foram os seguintes:  

- funcionamento de estabelecimento não considerado essencial;
- sem demarcação;
- sem fornecimento de máscara em número suficiente para os funcionários;
- consumo de alimento no local;
- aglomeração;
- sem controle de fluxo de pessoas;
- sem Declaração de Estabelecimento Responsável; 


Três dos 72 estabelecimentos fiscalizados foram interditados por não serem considerados um comércio essencial.  

Outros 14 comérios do distrito receberam autos de infração, por diversas irregularidades em relação ao decreto da pandemia, e serão multados em 400 UFICs (Unidades Fiscais de Campinas), equivalente a R$ 1.446,44. Em caso de reincidência da infração, a multa dobra, e na terceira autuação o estabelecimento é fechado enquanto durar a quarentena.

Além das interdições e autuações, uma drogaria foi notificada a parar de realizar testes rápidos para o novo coronavírus até se regularizar na Vigilância Sanitária. 

A prefeitura explica que os locais fiscalizados na cidade são escolhidos a partir do número de denúncias recebidas, principalmente via telefone 156, e também considerando a região onde possuem mais casos notificados de covid-19.

Mais do ACidade ON