Aguarde...

cotidiano

Campinas atinge marca de 5 mil recuperados da covid-19

Cidade já testou cerca de 18 mil pessoas; do total de 6,7 mil pacientes confirmados, 5.067 se curaram

| ACidadeON Campinas

Agente mede temperatura de passageira em terminal (Foto: Luciano Claudino/Código 19)

Campinas ultrapassou nesta quinta-feira (25) a marca de 5.067 pessoas recuperadas da covid-19. São pacientes que tiveram a doença confirmada por exames, passaram por tratamento (em hospitais ou em casa) e se curaram.

Uma dessas pessoas é a psicóloga Florença Justino. Ela apresentou os sintomas há duas semanas e acredita ter sido contaminada pelo marido, que é fisioterapeuta e trabalha em dois hospitais da região - em um deles, inclusive, com contato direto com pacientes da ala de covid-19 na UTI.  

LEIA MAIS 
Isolamento não reduz número de mortes no trânsito em Campinas 
Apeoesp ameaça greve se aulas voltarem com covid-19 em alta 
Sumaré: vereador confirma covid-19 e Câmara terá desinfecção

Florença conta que teve diarreia, dor de cabeça, dor de garganta e mal estar, por ao menos cinco ou seis dias. Ela se manteve em isolamento domiciliar por 14 dias.

"Seguimos todas as medidas de higiene, mas como meu marido está na linha de frente, acabei pegando dele", contou.

Ela afirma que conseguiu se recuperar bem da doença, mas não recomenda que as pessoas subestimem o novo coronavírus. "A melhor coisa é respeitar as medidas. A doença parece que está longe mas está cada vez mais perto. É muito angustiante quando a gente vê o resultado positivo, porque não dá pra ter noção do rumo que vai tomar. Então o melhor é evitar", disse.

MAIS NÚMEROS

Desde o início da pandemia, até esta quinta, 17,9 mil pessoas já foram testadas para a covid-19 em Campinas. O diagnóstico foi confirmado em 6.710 pessoas e descartado em 10,3 mil.

Entre as 6.710, 5.067 se recuperaram e 271 morreram. Além disso, há 1.047 pessoas acompanhadas pela Vigilância Epidemiológica em isolamento domiciliar e 327 estão internadas em hospitais.

Há, ainda, 554 casos suspeitos em investigação, além de 28 pacientes que morreram cujos exames também esperam por confirmação para coronavírus.

Mais do ACidade ON