cotidiano

Especial coronavirus

Campinas segue na fase vermelha e comércio permanece fechado

A informação foi confirmada pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) na manhã desta sexta-feira (10) durante live pelas redes sociais

| ACidadeON Campinas -

Comércio permanece fechado por mais uma semana. (Foto: Denny Cesare/Código19)

Campinas vai continuar por mais uma semana na fase vermelha do Plano São Paulo de flexibilização da quarentena de combate ao coronavírus. A informação foi confirmada pelo prefeito Jonas Donizette (PSB) na manhã desta sexta-feira (10) durante live pelas redes sociais. Com isso, a região ficará mais uma semana na fase mais restritiva do plano, com apenas as atividades essenciais funcionando.

O anúncio oficial da permanência de fase será feito no começo da tarde hoje pelo governador João Doria (PSDB) durante coletiva no Palácio dos Bandeirantes. Toda sexta-feira o governo do Estado faz uma nova avaliação e com isso, a reclassificação das regiões nas fases do Plano.   

Porém, o prefeito de Campinas, afirmou que conversou pela manhã com as autoridades do Estado que adiantaram a informação da manutenção na atual fase. A permanência na fase mais restritiva se deve a alta taxa de ocupação dos leitos específicos para covid-19 nas unidades hospitalares. Quando a taxa de ocupação fica acima dos 80%, a área retrocede automaticamente à fase mais restritiva da flexibilização.

Campinas
 
Segundo Jonas, a expectativa é de que na, próxima sexta-feira (17), a cidade possa voltar para a fase laranja do plano, quando o comércio de rua e shoppings podem ser reabertos.    

"Campinas continuará na cor vermelha. Acho mais prudente isso, até para não ficar nesse vai e volta. Então a expectativa para a próxima semana, com uma reclassificação, é positiva. Passamos 10 dias com as UTIs com a capacidade 100% ocupadas. Nós precisamos. Os indicativos são positivos, mas temos q continuar com nosso trabalho. Assim na próxima sexta-feira teremos uma expectativa positiva de uma reclassificação", afirmou o prefeito. 
 
O comércio não essencial de Campinas está fechado desde o dia 22 de junho devido a determinação municipal por causa dos altos índices de ocupação hospitalar. 
 
Melhora 
 
Apesar da continuidade da cidade na faixa mais restritiva do Plano a expectativa é positiva segundo o secretário de saúde, Carmino de Souza. "A epidemia tem um curso e acho que ontem mostramos que estamos há uma semana em estabilidade dos casos. É o platô que falamos. Os números de casos estão idênticos. Ontem nos tivemos uma folga de ocupação de leitos de UTI, foram 11 vagos. A partir do dia 15 teremos uma  possível queda dos casos da doença", afirmou. 
 
O prefeito também atualizou os dados de covid-19 na cidade hoje (leia mais aqui).


Mais notícias


Publicidade